20% das consultas agendadas não são feitas em razão de faltas em Maringá
Imagem Ilustrativa/Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Absenteísmo

20% das consultas agendadas não são feitas em razão de faltas em Maringá

Saúde por Victor Simião em 30/09/2020 - 15:42

No segundo quadrimestre deste ano, de 19.875 atendimentos previstos, 3.957 não foram realizados porque os pacientes não compareceram. A média tem se mantido. 

O número de faltas em consultas e exames agendados em Maringá tem se mantido em 20%. O dado foi apresentado na prestação de contas do segundo quadrimestre da saúde municipal, na Câmara de Vereadores, nesta quarta-feira (30).

De acordo com dados da Saúde, de maio a agosto foram agendadas 19.758 consultas. Dessas, 3.957 não puderam ser feitas porque os pacientes faltaram. No mesmo período, 28.711 exames especializados estavam programados. 5.742 foram cancelados porque a pessoa não foi até o local. Em ambos os casos, o percentual de faltas ficou em 20%.

No primeiro quadrimestre de 2020, a situação foi registrada da mesma forma em exames e consultas, assim como ao longo de 2019.
No ano passado inteiro, das 155.923 consultadas agendadas, 32.661 - 20,94% - registaram pacientes faltosos. No caso de exames especializados, em 2019 foram previstos 231.454. Desses, 21,20% - 49.059 - deixaram de ser feitos porque o paciente não esteve presente.

Apesar de a média se manter, a falta - chamada de absenteísmo - gera prejuízos porque atrasa quem poderia ter sido agendado com antecedência.

No ano passado, a Prefeitura de Maringá chegou a ventilar a ideia de registrar essas consultas pela internet para haver um melhor controle e monitoramento, mas o plano não foi levado adiante.