Prefeitura irá autorizar a volta das academias de artes marciais e natação
Imagem ilustrativa/Foto: 272447/Pixabay

Maringá

Prefeitura irá autorizar a volta das academias de artes marciais e natação

Cidade por Victor Simião em 29/05/2020 - 17:00

A informação consta em nova portaria obtida com exclusividade pela CBN Maringá. O município também autoriza academias de condomínios, de ginásticas e de dança. Somente as de clubes e associações não estão autorizadas. Há uma série de regras. A publicação oficial deve ocorrer nesta sexta-feira (29).

A Prefeitura de Maringá definiu que irá permitir a volta das academias de lutas e escolas de natação. A portaria com a medida está pronta e assinada e aguarda a publicação. A CBN Maringá conseguiu uma cópia com exclusividade nesta sexta-feira (29). O documento tem três páginas e ainda não foi divulgado oficialmente. 

Além de autorizar a volta das academias de natação e de lutas, a portaria permite também o retorno das academias de ginástica, de dança  e as que estão em condomínios. Permanecem proibidas as que ficam em clubes e associações.

Entre outras regras, pessoas com menos de 16 anos e mais de 60 não poderão frequentar os espaços. As aulas/treinamentos deverão ser agendadas e ter no máximo 40 minutos. Dentro dos locais, somente uma pessoa a cada 25 metros quadrados. O município específica a utilização do  cloro. No caso das artes marciais, as atividades não podem ter contato físico.  Aulas em grupo deverão ter distância de no mínimo quatro metros entre as pessoas. 

O documento não indica a data ainda, mas o que ficou acordado é que as medidas passam a valer a partir de primeiro de junho.

Na quarta-feira (27), a CBN apurou que as academias de artes marciais não abririam. Uma reunião foi feita com profissionais do setor, que conseguiram reverter a ideia da Prefeitura.  Na quinta-feira, (28), o vereadores Alex Chaves (MDB), líder do prefeito na casa e envolvido com artes marciais, falou à CBN que as academias dessa modalidade voltariam a funcionar.Na segunda-feira (25), uma reunião entre proprietários de escolas de natação e a secretaria de Saúde definiu os últimos ajustes para o retorno do setor. Após o encontro, a CBN conversou com a proprietária de uma escola, Karina Silveira. Foi um encontro produtivo, disse ela. Devido à Covid-19, que motivou a suspensão de atividades, Karina falou que houve demissões na área.[ouça no áudio acima]

Atualização (17h23): Após a reportagem ter sido levada ao ar na CBN Maringá, a Prefeitura divulgou a portaria.