Atletas enfrentam frio na Prova Rústica do Jardim Alvorada
Carina Bernardino/CBN

Corrida

Atletas enfrentam frio na Prova Rústica do Jardim Alvorada

Por Carina Bernardino em 04/08/2019 - 08:56

A manhã gelada deste domingo (4) não desanimou os corredores e nem a torcida. É que muita gente assistiu a corrida enrolado em cobertas

Player Ouça

A manhã de domingo (4) foi gelada, com registro de seis graus, assim como ocorreu no sábado (3).

Mesmo assim, atletas acordaram cedo para participar da Corrida Rústica do Jardim Alvorada – Prova Professor Vicente Pimentel Dias. O policial civil Luiz Carlos Scarantti diz o que motivou a ida.

Quem não foi correr, torceu pelos atletas bem agasalhados. Foi o caso da decoradora Cláudia Nunes, que estava enrolada em uma coberta.

Dos mais de 1.400 inscritos, 913 retiraram o chip para correr. A largada foi em frente à praça professora Ester Gonçalves Josepetti. A corrida foi a terceira competição da professora Nari Okuhara Bonoto, que não desistiu da prova, mesmo sentindo muito frio.

Além da categoria adulto e master, a prova rústica teve mais seis categorias: sub-8, sub-11, sub-14, sub-16, sub-18 e sub-20. A abertura para várias idades motivou o Cícero Gonçalves e o filho dele, o Davi de 6 anos, a correr juntos. Foi a segunda corrida entre pai e filho.

O Davi se agasalhou bem.

A família do mecânico de motos Fernando Silveira, que mora em Sarandi, também corre junto há um ano, mas na prova desse domingo somente ele e a esposa correram. Ele relata as mudanças desde que a família começou a praticar corrida.

Para o secretário de Esportes e Lazer, Valmir Fassina, a corrida do Jardim Alvorada está se tornando cada vez mais tradicional no município.

A corrida teve percursos de 300 metros até 5 km.

Notícias Relacionadas

Notícias da mesma editoria