Do rádio à internet: Podcast ‘Linha do Tempo’ relembra a história da comunicação em Maringá
Foto: GMC/divulgação

Episódio 2

Do rádio à internet: Podcast ‘Linha do Tempo’ relembra a história da comunicação em Maringá

Podcast por Monique Manganaro/GMC Online em 19/05/2022 - 10:47

Muitos pontos importantes da história de Maringá estão entrelaçados com a expansão dos meios de comunicação na cidade. E para entender como grandes veículos de comunicação se desenvolveram por aqui, o segundo episódio do podcast “Linha do Tempo” – um projeto do Grupo Maringá de Comunicação (GMC) – reuniu convidados experientes no assunto para relembrar a história da comunicação em Maringá. 

projeto “Linha do Tempo” foi desenvolvido para celebrar os 75 anos de história da Cidade Canção. No primeiro episódio do podcast foi possível acompanhar a trajetória da Universidade Estadual de Maringá (UEM) desde o nascimento e o importante papel que a instituição desempenha na sociedade. 

Neste segundo “capítulo” do passeio pela história de Maringá, a jornalista Brenda Caramaschi recebeu nomes importantes da comunicação maringaense para lembrar momentos que marcaram o desenvolvimento de diferentes veículos. 

Durante a conversa, o ex-diretor da primeira rádio maringaense, a Rádio Cultura, Reginaldo Nunes Ferreira, relembrou os primeiros passos do rádio em Maringá e relatou como acontecia a comunicação na cidade antes da implantação da primeira emissora. 

De acordo com Ferreira, apesar de a história da comunicação ter um ponto muito característico a partir da massificação do rádio, Maringá, antes mesmo da chegada da primeira emissora, já tinha um serviço de auto-falantes à disposição da população. Os equipamentos ficavam instalados pela Avenida XV de novembro e por toda a Avenida Brasil e transmitiam pequenos recados aos moradores. A ideia era uma fonte de renda e também um meio de comunicação muito efetivo. 

Anos mais tarde, destacou Ferreira, um esforço conjunto entre alguns maringaenses culminou na instalação da primeira emissora de rádio da cidade. “Ninguém tinha aparelhos de rádio e nenhuma emissora entrava aqui, então existia o serviço de auto-falantes. Depois disso, Samuel Silveira foi fazer a montagem de uma emissora de rádio. O Samuel foi ao Rio de Janeiro, conseguiu uma concessão e veio para cá para instalar a emissora de rádio. Ela foi ao ar em 15 de junho de 1951. Francisco Rocamora foi o primeiro que falou: ‘Senhoras e senhores, este é a ZYS 23, rádio Cultura de Maringá, falando pela primeira vez ao futuro’”, lembrou o ex-diretor da Rádio Cultura.

A partir daí, diferentes emissoras começaram a surgir em Maringá. Naquela época, o sistema para concessão era completamente diferente do que a legislação determina hoje e contribuiu muito para que este meio de comunicação se disseminasse rapidamente. É o que explicou o diretor do Grupo Maringá de Comunicação, Alexandre Barros, filho de um precursor do rádio em Maringá. 

 “No início do rádio, não havia um limite de concessões por pessoa. Então, o seu Samuel, que foi o pioneiro, foi montando rádios. Ele gostava daquilo e foi montando rádios. Mas chegou um ponto em que ele estava com mais de 30 rádios e o governo editou uma lei que limitava a quantidade de rádios por pessoa. Então ele tinha que dar um jeito nisso e começou a vender. Ele optou por vender para os seus colaboradores, então vários locutores, técnicos, gerentes, foram comprando emissoras em cidades pequenas. Meu pai foi um deles. Ele era locutor e trabalhava em uma loja de discos também e resolveu ir embora para Nova Esperança [após comprar a rádio]”, relembrou Barros.

Ao longo do segundo episódio do podcast, o ouvinte também faz um passeio pela história dos demais veículos de comunicação em Maringá até chegar à ascensão da internet, que transformou completamente a maneira de se comunicar. 

O episódio ainda tem a contribuição do pioneiro e redator de alguns dos principais veículos de comunicação de Maringá Antônio Augusto de Assis, e do jornalista e influenciador digital Fábio Guillen.

Sobre o podcast

O podcast “Linha do Tempo” é um dos produtos criados para celebrar a história de Maringá enquanto o município comemora 75 anos de existência. Durante todo o mês de maio e junho, o Grupo Maringá de Comunicação vai relembrar antigas memórias e lançar um olhar sobre o presente e o futuro da Cidade Canção em um projeto que abrange diferentes mídias e formatos.

O podcast, que fará um mergulho na história de Maringá por diferentes ângulos ao longo de 10 episódios, pode ser assistido no canal do Youtube do Portal GMC Online e da Maringá FM ou ouvido nas principais plataformas de streaming, como Deezer e Spotify.

Além disso, o projeto Linha do Tempo também contempla um passeio físico, no coração de Maringá. 75 banners com fotos antigas de fatos que marcaram a história maringaense foram espalhados pelo Parque do Ingá, um dos maiores símbolos do município. Além de contemplar as fotos, os visitantes podem tornar a viagem ao passado ainda mais imersiva, mergulhando em reportagens especiais do Portal GMC Online. Basta apontar o celular para o QR Code estampado no banner para ser direcionado a uma página com as matérias alusivas ao aniversário de Maringá. 

'A Linha do Tempo - Maringá 75 anos" tem apoio cultural de Prefeitura de Maringá; Copel - Governo do Paraná; Usina Santa Terezinha e Grupo Maringá de Comunicação.

Acesse GMC Online

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550