Donos de bares analisam decreto
Eles pediam que não se decretasse o fechamento das atividades (Imagem Ilustrativa/Foto:Tomaz Silva/Agência Brasil)

Repercussão

Donos de bares analisam decreto

Cidade por Luciana Peña em 16/06/2020 - 12:45

Dúvida principal é se um bar, que também é restaurante, deve ou não fechar. O novo decreto estabelece que os bares de Maringá ficam fechados por sete dias.

Donos de bares passaram a manhã reunidos com vereadores e com o chefe de gabinete da Prefeitura de Maringá pedindo que não se decretasse o fechamento das atividades. Segundo o prefeito anunciou nessa segunda-feira, os bares fechariam por 15 dias.

O empresário André Soares disse que os bares não são vilões no contágio do coronavírus. [ouça no áudio acima]

O grupo também conversou com o vereador Mário Verri, que entende que a deve explicar com clareza o que vai acontecer para que os empresários se organizarem. [ouça no áudio acima]

Ao final da manhã o decreto foi publicado. Resultado ou não da movimentação do setor, o fato é que a suspensão das atividades será por sete dias e não 15.

Mas o texto do decreto não ficou claro para todos os empresários. A CBN entrou em contato com a Abrasel, que representa uma parte dos bares e restaurantes da cidade. A associação informou que estava reunida com o departamento jurídico para interpretar o decreto. O texto diz que a medida atinge o estabelecimento de acordo com a situação fática da empresa.

A questão que eles tentam entender é se um bar, que também é restaurante deve fechar. 

A suspensão de funcionamento dos bares entra em vigor na quinta-feira (18). O decreto estabelece que os bares podem funcionar com serviço de alimentação das 11h às 15h.

Atualizado às 14h20- A prefeitura informou que os bares que atuam também como restaurantes poderão continuar atendendo os clientes do restaurante.