Motociclistas recebem orientação sobre os riscos de fraturas em face
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Saúde

Motociclistas recebem orientação sobre os riscos de fraturas em face

Saúde por Luciana Peña em 13/02/2020 - 12:08

Esta é uma das frequentes  sequelas dos acidentes com motocicletas. Das 355 cirurgias em faces realizadas pela equipe de profissionais da UEM em 2019, 94 pacientes eram motociclistas feridos em acidentes.

Os profissionais da área da saúde da Universidade Estadual de Maringá pararam motociclistas na Avenida Brasil, no centro da cidade, com uma orientação bem clara: não pilote embriagado e use o capacete de forma correta, com a viseira abaixada e a fivela bem presa ao pescoço. Parece redundante, afinal tanto se fala dos perigos para quem anda de moto. Mas desta vez não é para reforçar que os motociclistas são os que mais morrem no trânsito.  É para alertar sobre uma sequela dos acidentes, muito comum, mas sobre a qual pouco se fala; o trauma de face. No caso dos acidentes com moto, a vítima geralmente apresenta o caso mais grave de trauma de face, com fratura. O professor da UEM Liogi Iwaki Filho explica o que é um trauma de face. 

Mais de um quarto dos pacientes atendidos pela equipe da UEM de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial são vítimas de acidentes de trânsito e estavam em motocicletas. 

Por isso, o Adriano  Barbosa ouviu a orientação e ajustou a fivela do capacete, que não estava da forma segura.