Obesidade deixa as pessoas mais vulneráveis aos sintomas, alerta especialista
Imagem ilustrativa | Fotos: Reprodução

Setembro Amarelo

Obesidade deixa as pessoas mais vulneráveis aos sintomas, alerta especialista

Saúde por Letícia Tristão em 13/09/2021 - 07:50

No mês da prevenção ao suicídio, especialistas alertam para os sinais que podem levar a esse ato extremo. Em Maringá, houve aumento de casos de ansiedade e depressão nas Unidades de Saúde. 

Setembro foi o mês escolhido para marcar a campanha de prevenção ao suicídio. Desde 2014, o Setembro Amarelo ocorre em todo o país. Segundo dados da campanha, são registrados mais de 13 mil suicídios todos os anos no Brasil. 

Dados do IBGE também mostram que 30% das pessoas que procuram tratamento para emagrecer sofrem de depressão. 

E com grande parcela da população acima do peso no país, segundo a OMS, um quinto dos brasileiros, a psicóloga Rafaela de Faria explica a relação da depressão e a gordofobia. Segundo ela, pessoas obesas são mais vulneráveis. [ouça o áudio acima] 

Em Maringá, segundo a prefeitura, nos últimos dois anos, as Unidades Básicas de Saúde registraram aumento de 47% no número de pessoas que buscaram atendimento psicológico com sintomas de ansiedade e 34% com sintomas de depressão. 

Na última sexta-feira (10), no Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, um painel foi montado no Paço Municipal com “Cartas Amarelas” com textos de incentivo à vida, escritas por psicólogos voluntários para que as pessoas retirem.

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550