Para viabilizar contratação de médicos, Prefeitura da região aprova reajuste nos salários de prefeito, vice e secretários
Foto: Câmara Municipal de Barbosa Ferraz

Barbosa Ferraz

Para viabilizar contratação de médicos, Prefeitura da região aprova reajuste nos salários de prefeito, vice e secretários

Paraná por Victor Ramalho em 05/07/2022 - 15:23

A Câmara Municipal de Barbosa Ferraz (a 104 quilômetros de Maringá) aprovou o projeto de reajuste em primeira discussão na noite dessa segunda-feira (4). Por lei, nenhum funcionário municipal pode ganhar mais que o prefeito. E o município afirma encontrar dificuldades para contratar médicos.

A Câmara Municipal de Barbosa Ferraz (a 104 quilômetros de Maringá) aprovou, em primeira discussão, na sessão ordinária dessa segunda-feira (4), um projeto de lei que autoriza o reajuste salarial do prefeito, vice, secretários municipais e também alguns cargos em comissão.

De acordo com o texto, o reajuste salarial do chefe do Executivo será de 22,5%, passando dos atuais R$ 18.697,15 para R$ 22,9 mil. Já o vice e os secretários, que têm vencimentos de R$ 4.364,89, devem ter seus salários reajustados para R$ 6,5 mil, um acréscimo de 48,9%.

O projeto ainda deverá passar por, pelo menos, mais duas votações, antes de ser encaminhado para sanção do Executivo. Apesar de alguns protestos de moradores, o projeto, segundo o município, é necessário para viabilizar a contratação de médicos e também manter os que já trabalham na cidade.

Acontece que, por conta da Emenda Constitucional nº 41/2003, ninguém, no âmbito municipal, pode ganhar mais que o prefeito, mesmo que o servidor já recebesse mais que o chefe do Executivo antes da norma. Atualmente, Barbosa Ferraz oferece subsídios de até R$ 22 mil para médicos que atuam no sistema público. Mesmo assim, a dificuldade em suprir a demanda existe, como explica o prefeito da cidade, Edenilson Aparecido Miliossi. [ouça no áudio acima]

Já sobre o reajuste em outras funções, o prefeito afirma que havia uma defasagem que precisava ser corrigida. [ouça no áudio acima]

A reportagem da CBN não conseguiu contato com a presidência da Câmara Municipal de Barbosa Ferraz para comentar o assunto.