Partidos em ação
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Partidos em ação

Por Diniz Neto em 18/10/2019 - 10:45

 

Player Ouça o boletim

18 de outubro, sexta-feira. Faltam 74 dias para o fim do ano.

Dia do Médico. A data é celebrada em 18 de outubro em homenagem à Lucas. Ele foi um dos discípulos de Jesus e um dos quatro evangelistas do Novo Testamento (Mateus, Marcos, Lucas e João).

Lucas era médico, razão pela qual se decidiu homenagear os profissionais no Dia de São Lucas.

 

Na coluna de hoje:

- ELEIÇÃO DO SISMMAR

- POLÍTICA É O ASSUNTO

- AVENIDA BRASIL

- PRESIDENTE ESTADUAL DO AVANTE EM MARINGÁ

- CIDADANIA23 MULHER

- MDB EM MARINGÁ

- CAFÉ PATRIOTA

- VEREADORA DO NOVO EM SÃO PAULO VOTA CONTRA PASSE LIVRE

- O NOVO EM MARINGÁ

- SUBSÍDIOS (OU SALÁRIOS) DE VEREADORES

 

ELEIÇÃO DO SISMMAR

Prossegue hoje, sexta-feira, 18, a votação da urna 5 do Sismmar. Mais de 500 servidores aposentados estão aptos a votar.

A movimentação das chapas é grande, já que a quantidade de votos em aberto poderá definir quais chapas disputarão o segundo turno.

A chapa 1 busca a reeleição. A chapa 2 lidera a parcial da eleição. A chapa 4 quer reverter o resultado e participar do segundo turno, remarcado para os dias 7 e 8 de novembro.

 

POLÍTICA É O ASSUNTO

Por falar em partido políticos, estamos acompanhando também os confrontos envolvendo o presidente da República, Jair Bolsonaro, o seu partido, o PSL, e seus filhos, com reflexos diretos nos diretórios municipais de São Paulo e Rio de Janeiro, os dois maiores do país.

O enfrentamento ultrapassou todos os limites imagináveis. O desfecho dessa história é, na verdade, imprevisível neste momento.

Hoje haverá reunião da executiva nacional do PSL.

 

AVENIDA BRASIL

O pré-candidato a prefeito Rogério Calazans participou, na quarta-feira, de uma reunião com integrantes da Associação dos Comerciantes da Avenida Brasil, que é presidida por Ademir Garcia Fernandes.

Durante o encontro, ele foi informado pelos empresários sobre várias reivindicações para melhorar o centro da cidade.

O pré-candidato do Avante expôs ideias que poderão fazer a diferença naquele corredor comercial importante da cidade. Ele disse que é seu propósito contribuir na transformação da região da Avenida Brasil, que precisa ser revitalizada, valorizada e fortalecida.

 

PRESIDENTE ESTADUAL DO AVANTE EM MARINGÁ

Neste sábado, dia 19 de outubro, o Avante realizará uma reunião com a presença da presidente estadual do partido, psicóloga Marisa Lobo, às 15h30. Será na casa do líder comunitário Nivaldo, nosso parceiro do Avante, que tem um grande espaço para até 70 pessoas lá.

 

CIDADANIA23 MULHER

Claudia Bocchi assinou filiação no Cidania23. Ela vai presidir o Cidadania Mulher, em Maringá. Ela tem experiência em coordenação política e se dedicará à atuação do partido unindo e mobilizando mulheres.  

 

MDB EM MARINGÁ

Neste sábado, 19 de outubro, a partir das 9 horas, no Auditório Hélio Moreira, o MDB realizará uma importante reunião, com a presença do presidente estadual do partido, João Arruda.

Será apresentada a nova comissão executiva provisória: Antonio Frigo, presidente; Adriana Beraldo Santana, tesoureira; membros: Albari Alves de Medeiros, Geison Ferdinandi e Alex Chaves.

Serão realizadas mais de 40 filiações, dentre elas a do vereador Alex Chaves.

 

CAFÉ PATRIOTA

O Patriota realiza neste sábado o já tradicional Café Patriota, na sede do partido, na avenida Pedro Taques, 2.205, no Jardim Alvorada.

No sábado à tarde e no domingo o advogado Eliseu Fortes, pré-candidato a prefeito, cumprirá uma agenda de visitas.

O partido tem realizado atividades de formação política. Na semana que está terminando aconteceu palestras com o tema “Educação”, a propósito de 15 de outubro, Dia do Professor.  

 

VEREADORA DO NOVO EM SÃO PAULO VOTA CONTRA PASSE LIVRE

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda votação, nesta quarta-feira (16), o projeto que estende o direito à gratuidade no transporte para estudantes de cursinhos populares. Para valer, a lei do passe livre estudantil precisa ser sancionada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB).

A vereadora do partido NOVO, Janaína Lima, votou contra a gratuidade. Segunda ela, não é justo que os demais usuários paguem por mais este benefício.

Quem me repassou a informação foi um dos líderes locais do partido.

 

O NOVO EM MARINGÁ

De um membro do partido, em Maringá, recebi o seguinte, sobre o tema “Tarifa Zero” no transporte coletivo:

O NOVO Maringá pode contribuir com esta discussão da “Tarifa Zero”. Nossos levantamentos apontam que em setembro/2019 um de cada quatro portadores de cartão do estudante não usou ônibus sequer uma vez. Em média, quem usou, o fez  apenas na metade das viagens e apenas um em cada 10 usou o ônibus em todos os deslocamentos feitos para ir ou voltar da escola.

A gratuidade não é solução. Acreditamos que a solução esteja na reformulação de rotas, readequação de frota e uso de tecnologia e para atender melhor o cidadão com maior eficiência e menor custo. O envolvimento da concessionária nesta discussão é fundamental pois o contrato de concessão vigora até 2030.

 

SUBSÍDIOS (OU SALÁRIOS) DE VEREADORES

Na semana que vai terminando a Câmara divulgou um gráfico, mostrando que Maringá tem o menor subsídio de vereador entre as cidades de porte médio do estado. A comparação envolveu Londrina, Ponta Grossa, Cascavel e outras cidades.

Somando os 15 salários de vereadores e dividindo pela população, 426 mil habitantes, cada maringaense paga 0,33 por mês pelo salário dos vereadores. São R$ 3, 96 por ano.

Nesta conta, Londrina, que tem 19 vereadores e 569 mil habitantes, fica com 0,43 centavos, R$ 5,16 por ano.

O dado curioso nas comparações, que me foi mostrado pelo jornalista Verdelírio Barbosa, do Jornal do Povo, é que em relação valor nominal do subsídio, ou seja, o custo de um vereador, por mês, por habitante, é igual entre Maringá e Londrina. Ou praticamente igual, cerca de 2 centavos de real.

Significa que qualquer aumento no salário (ou subsídio, como queiram) tiraria Maringá deste primeiro lugar, deste menor salário. O mesmo se aplica a um aumento do número de vereadores.

Mas o debate sobre os gastos e o custo da Câmara para a população vai muito além do valor dos salários dos vereadores. Há muitas despesas que podem ser eliminadas. Mas isso é um outro debate, uma outra discussão.

 

Notícias da mesma editoria