Polícia investiga organização criminosa que transferiu R$ 60 milhões do Banco do Brasil para contas particulares. Dinheiro foi recuperado
Delegado Guilherme Dias fala sobre o caso | Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Desvio

Polícia investiga organização criminosa que transferiu R$ 60 milhões do Banco do Brasil para contas particulares. Dinheiro foi recuperado

Segurança por Luciana Peña em 19/05/2020 - 11:37

Um gerente e um microempreendedor cumprem medida cautelar e nesta terça-feira (19) policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em Maringá, Loanda e Porto Rico. 

O esquema que quase provocou um rombo de 60 milhões de reais no Banco do Brasil começou a ser investigado em setembro do ano passado quando o banco percebeu a movimentação criminosa. Quando o dinheiro foi transferido para contas de pessoas físicas e jurídicas, a polícia já estava no encalço dos suspeitos. O dinheiro foi em seguida recuperado e o gerente da agência do Banco do Brasil em Porto Rico teve decretada uma medida cautelar diversa da prisão. Ele não pode entrar na agência e para sair de casa precisa comunicar o juízo. Ele é suspeito de participar do esquema juntamente com um microempreendedor. Outras pessoas podem estar envolvidas e serão investigadas. Nesta terça-feira foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em Maringá, Porto Rico e Loanda. O delegado Guilherme Dias, de Curitiba, que veio acompanhar a ação policial em Maringá,  falou sobre a investigação.[ouça no áudio acima]

A CBN não conseguiu contato com os advogados dos suspeitos.