Licitações, um desafio cada vez maior para o setor público
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Licitações, um desafio cada vez maior para o setor público

Por Diniz Neto em 19/07/2018 - 10:14
Player Ouça o boletim

TEMPO - Neste dia 19 de julho estamos a 80 dias do primeiro turno das eleições. O período em que as convenções podem ser realizadas começa amanhã, dia 20 de julho, e vai até dia 5 de agosto.

 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL

A gestão municipal em uma cidade de mais de 400 mil habitantes sempre será desafiadora e cheia de problemas para serem resolvidos.

Não seria diferente em Maringá.

Tem chamado a atenção as notícias de licitações canceladas ou adiadas. Ontem, mais uma foi adiada: a licitação para contratação de controladores de tráfego aéreo.

O que houve? Uma empresa concorrente ingressou com recursos administrativo solicitando “impugnação antecipada”. O pedido também foi encaminhado ao Tribunal de Contas, que concedeu liminar à empresa e notificou a prefeitura.

Agora se abrem novos prazos: cinco dias para a prefeitura se manifestar ao Tribunal e depois, 15 dias para a empresa.

Como a equipe de licitações é, na sua maioria formada por servidores de carreira e os procedimentos não foram alterados, o que estaria acontecendo? Se percebe uma maior atenção dos concorrentes, além de um olhar permanente do Observatório Social. Os recursos administrativos e ao Tribunal de Contas também aumentaram.

Alguns atrasos em licitações causam reflexos no estoque de materiais, inclusive de primeira necessidade para a população.

Também tem sido cada vez mais comuns reclamações relacionadas a problemas em serviços e equipamentos públicos.

Na saúde, demora em especialidades e em atendimentos de emergência, nas UPAS.

Falta de materiais e medicamentos também têm sido relatadas.

Na área da segurança, há bastante tempo se sabe dos problemas com o sistema de monitoramento. Uma empresa venceu uma licitação para prestação destes serviços, que ainda não foram iniciados.

Há uma grande expectativa com relação a projetos e ações na área da segurança pública e da ordem em geral na cidade. Vamos torcer por bons resultados, a curto prazo.

A torcida também é para que as licitações tenham menos erros e mais segurança e eficiência, com menos pedidos de revisão e impugnação. Isto será bom não apenas para a prefeitura. Sem dúvida será melhor para a população e o Município.

 PESQUISAS, ESTUDOS E PROJEÇÕES: GRANDES EMPRESAS QUEREM “ADIVINHAR” O FUTURO

Quem são os candidatos com mais possibilidades eleitorais? Qual o cenário mais possível da campanha? Quais os principais desafios do governo que virá?

Além de pesquisas, ainda prejudicadas pelo quadro indefinido de candidaturas e coligações, há estudos e de conjuntura e macroeconomia, apontando e avaliando o que aconteceu no país desde 2003, o crescimento até 2014, a recessão de 2015 e 2016, o reequilíbrio de 2017, as dificuldades de 2018, as prioridades para 2019 e as possibilidades até 2023.

Um desses estudos é do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES.

Para um quadro de retomada econômica, o estudo é claro: Será necessário promover as reformas fiscal, da previdência e conter o déficit público.

Até 2023 o crescimento médio anual poderá ser de 2,9% - na melhor das hipóteses. Não há expectativa de que fique acima disto.

 CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS NO PARANÁ

 

  • PSD, dia 21 de julho, na sede do Paraná Clube. Das 9 às 14 horas.
  • PSC, 21 de julho, no mesmo local do PSD.
  • MDB, dia 21 de julho, na sede do partido, em Curitiba. Das 9 às 14 horas.
  • PV, dia 21 de julho, no Espaço Amazônia, ao lado do Colégio Opet, rua Nilo Peçanha, Curitiba. Das 14 às 18 horas.
  • PROS, dia 21 de julho, Espaço Torres, Rua Pergentina Silva Soares, 159 – Jardim Botânico, em Curitiba.
  • PSOL, fará a convenção dia 27 de julho, na sede da APP-Sindicato, em Curitiba.
  • PT, 28 de julho, na sede do partido, em Curitiba.
  • PMN, 28 de julho, em Curitiba.
  • PDT, 4 de agosto, no Hotel Nacional Inn, em Curitiba.
  • PODEMOS, convenção pré-agendada para o dia 4 de agosto.
  • PSDB, pré-agendada para 4 de agosto.
  • PROGRESSISTAS, será definida para 4 ou 5 de agosto.
  • DEMOCRATAS, PPS, PHS, PSL, PRB, PCdoB ainda não anunciaram a sua convenção. Assim que forem marcadas atualizaremos aqui.