Maringá recebeu R$ 59 milhões para combater a Covid-19
Imagem Ilustrativa/Foto: Andrea Rego/Prefeitura de Recife

Repasses

Maringá recebeu R$ 59 milhões para combater a Covid-19

Saúde por Victor Simião em 30/09/2020 - 16:42

R$ 54,9 milhões vieram do Governo Federal. R$ 4,5 milhões, do Governo Estadual. Até agosto, R$ 34 milhões já tinham sido empenhados. Parte do dinheiro foi encaminhada diretamente a hospitais. 

Desde o início da pandemia até o dia 31 de agosto de 2020, os governos federal e estadual transferiram para Maringá R$ 59 milhões para despesas de prevenção e combate à Covid-19. O dado foi apresentado pela Secretaria de Saúde na tarde desta quarta-feira (30), em uma audiência de prestação de contas na Câmara de Vereadores.

Dos quase R$ 55 milhões enviados pela União, R$ 44 milhões foram transferidos diretamente para o Fundo Municipal da Saúde (FMS), sob a responsabilidade da Secretaria de Saúde de Maringá. O restante, cerca de R$ 10 milhões, foram enviados aos hospitais prestadores de serviços.

Dos R$ 59 milhões, até 31 de agosto R$ 34 milhões já tinham sido empenhados. O termo significa que o dinheiro tinha destinação certa para pagamento.

A maior parte dos gastos foi para folha de pagamento de servidores efetivos da Unidade de Pronto Atendimento Zona Norte e Hospital Municipal: R$ 8,4 milhões.

Em relação aos testes de PCR, o mais seguro para detectar a Covid-19, foi empenhado R$ 1,8 milhão.

Conforme dados do Executivo, R$ 555 mil foram aplicados na compra de máscaras para servidores e população.

Quatro hospitais de Maringá devem receber ao todo R$ 14 milhões. Os recursos são dos governos federal e estadual . Os valores são para a compra de unidades de UTI e de materiais, entre outros.

Segundo o secretário de Saúde, Jair Biatto, a prestação de contas serviu para deixar claro onde está o dinheiro para a Covid. [ouça no áudio acima]

A Justiça Federal também repassou R$ 600 mil a Maringá para o combate à Covid-19.

De recursos próprios, até agosto Maringá havia destinado R$ 1,6 milhão para o coronavírus.