Polícia prende suspeito de roubar joalheria de Maringá e identifica comerciante que comprou peças
Armas encontradas com suspeito de envolvimento no roubo à joalheria. Foto: Polícia Civil

Em Sarandi

Polícia prende suspeito de roubar joalheria de Maringá e identifica comerciante que comprou peças

Segurança por Monique Manganaro/GMC Online em 23/09/2021 - 08:59

A Polícia Civil de Sarandi prendeu, na tarde desta quarta-feira (22), um dos suspeitos de roubar uma joalheria de um shopping de Maringá. Além do suspeito, a polícia identificou um comerciante que teria comprado as peças roubadas. 

O roubo aconteceu no último sábado (18). Três homens armados invadiram um shopping de Maringá, localizado na BR-376, na saída para Paranavaí, e assaltaram uma joalheria. Os criminosos entraram no local se passando por clientes. O shopping estava lotado no momento do crime.  

Segundo a Polícia Civil, eles foram direto à joalheria e obrigaram os funcionários a abrir o cofre da empresa, onde estavam guardadas joias em ouro e pedras preciosas. Os três homens pegaram todo o estoque do cofre e fugiram em um carro prata pela Avenida Colombo no sentido a Sarandi. 

De acordo com informações do delegado Adriano Garcia, os policiais receberam uma denúncia anônima nesta quarta-feira informando que os autores do roubo estariam em Sarandi. 

Com os detalhes, as equipes chegaram até uma casa onde estariam suspeitos, no Jardim Castelo. Durante revista ao local, os policiais encontraram um homem escondido no forro do imóvel. Com ele, foram localizadas duas armas de fogo. 

Após receber voz de prisão, o jovem, de 25 anos, confirmou aos policiais que era um dos envolvidos no roubo à joalheria de Maringá. 

Em seguida, a polícia foi até uma joalheira da Zona 7 de Maringá, suspeita de ser o local onde as peças roubadas teriam sido vendidas. “Lá, o irmão do dono do estabelecimento confessou à autoridade policial que havia pago pelo produto do roubo cerca de R$ 30 mil em espécie, a esse indivíduo que foi preso com as armas de fogo, e falou que derreteu os 200 gramas de joias de ouro roubadas”, explicou o delegado. 

Segundo Garcia, apesar da confissão do comerciante, o homem não pode ser detido por receptação no momento da abordagem porque não havia flagrante e nenhum produto suspeito foi encontrado com ele. “Mas nós vamos fazer todo o expediente e encaminhar à 9ª Subdivisão [Policial]”, detalhou. 

O homem flagrado com as armas em Sarandi era foragido do regime semiaberto, de acordo com o delegado. Ele foi preso por envolvimento no assalto.

Na noite desta quarta, os policiais também localizaram o carro utilizado pelos assaltantes no dia do crime. O veículo foi apreendido.

O caso segue sendo investigado já que outras pessoas participaram do roubo à joalheria. 

A Polícia Civil e o shopping não informaram o valor levado no dia do crime, mas, segundo testemunhas, os suspeitos levaram um saco cheio de joias. “O Shopping esclarece que atendeu prontamente o ocorrido e acionou a polícia. Não houve vítimas entre os clientes ou funcionários. O shopping permanece à disposição das autoridades para auxiliar nas investigações”, esclareceu, em nota, o estabelecimento.

Acesse o GMC Online

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550