Porque somos diferentes
CBN Maringá

Opinião

Porque somos diferentes

O comentário de Gilson Aguiar por Gilson Aguiar em 26/06/2022 - 08:00

O Brasil tem mais de 2,9 milhões de pessoas se declaram homossexuais ou bissexuais. O que corresponde a 1,8% da população. No Paraná, o percentual é maior, 2. E coloca o Estado entre os que mais tem população não hetero.

A população LGBTQI+ questiona os números e considera que há subnotificação. O próprio Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) considera que isto pode ter ocorrido pela forma como o levantamento foi feito.

Muitas pessoas podem ter escondido sua identificação ou o membro da família que respondeu ao questionário pode ter ocultado a informação, intencionalmente ou não.

Que o país é preconceituoso, isso é fato. Não se nega e nem se pode. Os fatos cotidianos, os hábitos e a história social e cultura brasileira justifica isso. Com certeza os números da população homossexual e bissexual é maior.

Precisamos aprender a conviver com isso e ser capazes de percebermos que a diversidade de gênero é uma questão ampla. A homossexualidade e bissexualidade é fato histórico e tradicional entre as sociedades humanas. Sempre aconteceu. Está impregnado na condição natural humana. Não é uma anormalidade.

Ao longo da história há diversidade sexual é intensa e imensa. Se há civilizações que buscaram coibir os atos sexuais, na maioria delas isso não fez cessar o fato. A diversidade de gênero não é uma anomalia e sim uma normalidade. Não conspira contra a ordem social e sim legitima nossa natureza.

Ainda acredito que aqueles mais resistem de forma nervosa e radical a homossexualidade a liberdade de gênero ou a população LGBTQI+ deve refletir sobre seu radicalismo e negação. Ninguém se destempera sem ser profundamente tocado por aquilo que nega.