Prefeito e ex-prefeito comemoram inauguração do terminal intermodal
foto: Claudio Beltran/CBN Maringá

Maringá

Prefeito e ex-prefeito comemoram inauguração do terminal intermodal

Cidade por Victor Simião em 28/02/2020 - 19:03

O prefeito de Maringá Ulisses Maia fez questão de organizar uma grande ação para mostrar o local e tem dito que a gestão dele corrigiu os problemas encontrados na obra. Já o ex-prefeito Silvio Barros postou nas redes sociais que desde o primeiro mandato queria melhorar a mobilidade da cidade. A construção do terminal foi assunto na eleição de 2016.

O ano era 2016. Em outubro, durante a campanha do segundo turno, os candidatos Ulisses Maia (PDT) e Silvio Barros (PP) vez ou outra voltavam a um tópico específico: a construção do Terminal Intermodal. Iniciada naquele ano, e coberta por tapumes, Barros dizia que os trabalhos estavam sendo feitos, mas que era na parte abaixo do solo. Maia, por sua vez, afirmava o contrário: dizia que o serviço estava parado.

Com a eleição de Ulisses Maia, a avaliação de como estava, de fato, a construção do terminal foi uma das primeiras medidas do novo prefeito. E o resultado apontou para um erro de medição que estava travando o andamento da obra. A base do Prefeito se mobilizou e conseguiu articular uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Vereadores.

O relatório da CPI apresentou uma série de problemas: falta de termo de referência no projeto, tamanho de área menor que o que seria pago, erros em estudos complementares e prejuízo de R$ 1 milhão.

Após atrasos, alteração de projetos e mudanças no prazo de entrega, o terminal intermodal finalmente é inaugurado. Oficialmente, começa a receber passageiros no dia 1º de março de 2018. A previsão inicial era para finalização em até 18 meses. Ou seja, no máximo início de 2019.

Ao longo desse período, algumas informações surgiram. Que embora seja intermodal ainda não há estudo para a criação de um trem ou algo semelhante na cidade. E que não há espaço para ônibus metropolitanos.

O financiamento do projeto de mobilidade urbana, assinado em 2014 no governo Roberto Pupin, liberou ao todo R$ 64 milhões para a construção do terminal, das duas outras estações em bairros e também os corredores norte-sul.O dinheiro veio da Caixa Econômica Federal.

Chegado o fim da obra, tanto Silvio Barros quanto Ulisses Maia comemoram. O prefeito, aliás, fez questão de organizar um grande ato para marcar a inauguração do projeto.

Em entrevista à CBN, ele disse que a gestão dele fez a empresa responsável fazer as correções necessárias.

O ex-prefeito Silvio Barros (PP) publicou um vídeo no Facebook nesta sexta-feira (28). Na gravação, lembrou que foi durante a administração dele que a ideia surgiu. E disse que Maringá precisa de políticos que plantem projetos para que outras gestões colham.

O deputado federal Ricardo Barros (PP) também publicou um vídeo. Na gravação, disse ter orgulho por ter feito parte das negociações com a Caixa Econômica para a liberação dos recursos. Roberto Pupin, que era prefeito de Maringá quando as obras começaram, não se manifestou por nenhuma rede social. Mas em entrevista à CBN no fim do ano passado, disse que estava feliz por ver obras deixadas por ele sendo tocadas por Ulisses Maia.