Saúde fecha asilo clandestino em Maringá
Imagem Ilustrativa | Foto: Tomaz Silva/Arquivo/Agência Brasil

Irregular

Saúde fecha asilo clandestino em Maringá

Cidade por Letícia Tristão/GMC Online em 19/01/2021 - 11:14

Pelo menos cinco idosos estavam internados na suposta casa-lar. Uma idosa conseguiu fugir e denunciou casos de abuso e maus-tratos.

Equipes da vigilância em Saúde de Maringá fecharam um asilo clandestino que funcionava em uma residência na Rua Luis Pasteur, em Maringá, na manhã desta terça-feira (19).

Desde outubro do ano passado, a promotoria de Justiça acompanhava indicativos de que a Casa Lar Aparecida funcionava no local, mas não havia nenhum registro da existência da instituição.

Na semana passada, uma idosa conseguiu fugir da residência, e denunciou casos de maus-tratos. Com isso, a Saúde conseguiu fechar o local nesta terça-feira (19). Pelo menos cinco idosos estavam internados no local.

É o que explica a promotora de Justiça da Saúde, Michele Nader.  [ouça no áudio acima]

O local tinha até página de divulgação nas redes sociais. Os proprietários da residência vão responder administrativamente.  [ouça no áudio acima]

Segundo a promotora, Maringá tem 15 instituições de longa permanência para idosos. Somente no ano passado, três casas foram fechadas por irregularidades e uma clandestina.  [ouça no áudio acima]

A promotora faz um alerta para que as famílias fiquem atentas aos locais em que procuram colocar os familiares. [ouça no áudio acima]

A reportagem tenta contato com o asilo para comentar o caso.

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550