Setor de atacarejo cresceu na pandemia
Imagem Ilustrativa/Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Economia

Setor de atacarejo cresceu na pandemia

Economia por Luciana Peña em 29/09/2020 - 09:57

Uma rede de hipermercados e supermercados, que está reinaugurando uma das lojas nesta terça-feira (29) em Maringá, contratou dois mil funcionários desde o início do ano, no Paraná e no interior de São Paulo. Boa parte do impulso vem dos novos hábitos do consumidor, que descobriu vantagens na compra em lojas atacadistas.

O atacarejo é um dos setores que mais crescem no país. São mais de 500 lojas em todo o Brasil e um faturamento anual superior a 80 bilhões de reais.

E o setor cresce por causa do comportamento do consumidor. Os anos de crise econômica e instabilidade política favoreceram o interesse do cliente pelo autosserviço em lojas que vendem em grandes quantidades a preços mais competitivos.

A pandemia incrementou as vendas deste setor. Da mesma forma que os supermercados tradicionais também viram aumentar as vendas.

Mas no caso do atacarejo o diferencial é a experiência do consumo cada vez mais valorizada.

O diretor de uma rede de hipermercados e supermercados Everton Muffato diz que as transformações foram mais evidentes na última década. [ouça no áudio acima]

A rede de lojas, que reinaugura uma delas nesta terça-feira(29) em Maringá, contratou mais de dois mil funcionários desde o início do ano. Em boa parte, para atender as novas demandas trazidas pela pandemia, como os protocolos sanitários. [ouça no áudio acima]

Para os próximos meses e em 2021, a expectativa é em relação ao auxílio às famílias mais pobres. Um recurso indispensável para a retomada da economia, na avaliação do empresário. [ouça no áudio acima]