Decisão de reabertura de escolas privadas em Maringá é adiada
Na segunda-feira (31), proprietários de escolas privadas se reuniram na Prefeitura de Maringá (Foto: Sinepe-NOR/PR)

Frustrados

Decisão de reabertura de escolas privadas em Maringá é adiada

Educação por Victor Simião em 04/09/2020 - 18:40

Os proprietários dos estabelecimentos de ensino aguardavam uma resposta até esta sexta-feira (04), como ficou acordado em uma reunião passada. “Estamos decepcionados”, diz sindicato. Existe a previsão de que decisão saia na terça-feira que vem.

Os proprietários de escolas privadas de Maringá não tiveram a resposta que aguardavam da Prefeitura Municipal nesta sexta-feira (04). Em uma reunião no Paço Municipal, na segunda (31), eles conversaram com o prefeito e vice e apresentaram o plano de reabrir em setembro, não para retomar as aulas de forma presencial, mas, sim, receber alunos em algumas  situações específicas. 

Devido à pandemia do novo coronavírus, o setor de ensino tem realizado aulas de forma online. 

Na reunião de segunda-feira, os representantes expuseram que gostariam de fazer atendimento psicológico individualizado ou para um grupo de até cinco crianças. O motivo: dar sociabilidade.

A Prefeitura informou que daria uma resposta definitiva até esta sexta-feira, o que não ocorreu. O Sinepe, sindicato que representa as escolas privadas, obteve uma informação por telefone. A de que na terça-feira que vem, dia 08, deve sair uma resposta oficial. Foi o que disse o vice-presidente do sindicato, professor José Carlos Barbieri. Segundo ele, o atraso é uma decepção, já que havia tido um acordo. Existe a possibilidade de liberação das aulas de  pós-graduação, explica. 

 

A CBN entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Maringá. A informação sobre a liberação não foi confirmada até o fechamento desta reportagem.