Podcast ‘Linha do Tempo’ destaca arborização de Maringá e relembra história do Parque do Ingá, ponto turístico da cidade
Foto: Divulgação

Episódio 4

Podcast ‘Linha do Tempo’ destaca arborização de Maringá e relembra história do Parque do Ingá, ponto turístico da cidade

Podcast por Monique Manganaro/GMC Online em 24/05/2022 - 14:13

O passeio pela história de Maringá continua em mais um episódio do podcast Linha do Tempo, projeto lançado pelo Grupo Maringá de Comunicação (GMC) para celebrar os 75 anos da Cidade Canção. Neste quarto encontro, o centro da discussão conduzida pela jornalista Brenda Caramaschi são os parques, especialmente o Parque do Ingá e a arborização abundante, que se tornaram aspectos característicos do município. 

É impossível retomar a história dos parques maringaenses e não citar um dos mais emblemáticos pontos turísticos da cidade: o Parque do Ingá Prefeito Adriano José Valente, ou apenas Parque do Ingá. O local, que hoje é referência no município, nasceu para que a população de todas as classes sociais tivesse um espaço para momentos de lazer aos fins de semana. 

De acordo com o pesquisador Miguel Fernando, criador do Maringá Histórica, o parque foi criado em outubro de 1971. “Mas se a gente faz uma análise anterior a este período, nós temos vários pontos sobre a história desse espaço de preservação. O primeiro é o ponto da perspectiva urbanística: ele aparece no mapa da cidade em 1945, que é quando o urbanista Jorge Macedo Vieira concluiu o projeto urbano de Maringá, que tem essa proposta de uma cidade jardim. [O segundo] é no início da década de 1960, que a gente passou por um momento muito grande de estiagem e aconteceram várias queimadas pelo Paraná. O Parque do Ingá, segundo registros, sofreu fortemente na época. Então a proposta de reocupação desse equipamento foi também para trazer o vigor que ele tinha no passado e para se tornar um equipamento ambiental”, explicou o pesquisador. 

Alguns detalhes implementados no parque se tornaram característicos para os maringaenses ao longo dos anos. Um dos atrativos que já existiram no espaço era o zoológico, que foi desativado em 2007. Outro ponto é o lago, que teve a paisagem alterada com o passar do tempo por causa dos períodos de estiagem. 

Durante o bate-papo, a diretora-presidente do Instituto Ambiental de Maringá, Juliane Kerkhoff, citou alguns dos motivos que podem ter contribuído para que o volume do lago reduzisse. “O lago é qualificado pelo Plano de Manejo como reservatório, que era alimentado por várias nascentes que nós tínhamos. E essas nascentes, a partir de 2016, foram secando. Ainda estamos fazendo um estudo que já aponta indícios do secamento das nascentes, além, é claro, de uma estiagem histórica, que contribui. Hoje, a gente tem também dois fenômenos: a infiltração em solo, já que ele não é impermeabilizado, e a evapotranspiração, além de não ter o abastecimento natural que tinha. Em virtude disso, o município contratou um estudo da Universidade Estadual de Maringá que identificou metodologias de reabastecimento”, detalhou Juliane. 

O episódio do podcast Linha do Tempo que trata sobre a arborização de Maringá é o quarto capítulo da caminhada pela história da cidade. No primeiro episódio foi possível acompanhar a trajetória da Universidade Estadual de Maringá (UEM). No segundo, o podcast relembrou a história da comunicação em Maringá e, no terceiro, o desenvolvimento do comércio maringaense esteve em pauta.

Sobre o podcast

O podcast “Linha do Tempo” é um dos produtos criados para celebrar a história de Maringá enquanto o município comemora 75 anos de existência. Durante todo o mês de maio e junho, o Grupo Maringá de Comunicação vai relembrar antigas memórias e lançar um olhar sobre o presente e o futuro da Cidade Canção em um projeto que abrange diferentes mídias e formatos.

O podcast, que fará um mergulho na história de Maringá por diferentes ângulos ao longo de 10 episódios, pode ser assistido no canal do Youtube do Portal GMC Online e da Maringá FM ou ouvido nas principais plataformas de streaming, como Deezer e Spotify.

Além disso, o projeto Linha do Tempo também contempla um passeio físico, no coração de Maringá. 75 banners com fotos antigas de fatos que marcaram a história maringaense foram espalhados pelo Parque do Ingá, um dos maiores símbolos do município. Além de contemplar as fotos, os visitantes podem tornar a viagem ao passado ainda mais imersiva, mergulhando em reportagens especiais do Portal GMC Online. Basta apontar o celular para o QR Code estampado no banner para ser direcionado a uma página com as matérias alusivas ao aniversário de Maringá. 

Clique aqui e faça um tour virtual, em 360°, pelo Parque do Ingá.

A Linha do Tempo – Maringá 75 anos tem apoio cultural de Prefeitura de Maringá; Copel – Governo do Paraná; Usina Santa Terezinha e Grupo Maringá de Comunicação.

Acesse GMC Online

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550