171 detentos vão fazer o Enem em unidades prisionais de Maringá
Divulgação/Sesp-PR

Prova

171 detentos vão fazer o Enem em unidades prisionais de Maringá

Por Portal GMC Online em 11/11/2019 - 15:09

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram aplicadas nos últimos dois domingos (3 e 10 de novembro). Apesar disso, ainda tem gente que vai realizar as provas em dezembro. São os detentos, que também têm direito de fazê-la.

Em Maringá, 171 presos se inscreveram. Na cidade, as provas serão aplicadas em três unidades: na Casa de Custódia de Maringá, onde 48 detentos vão realizar as provas, na Penitenciária Estadual de Maringá (64); e na Colônia Penal Industrial de Maringá (59).

As provas devem ser aplicadas nos dias 10 e 11 de dezembro.

“O Enem-PPL é uma importante estratégia para a elevação de escolaridade das pessoas privadas de liberdade, pois assim como o Enem Nacional, a nota deste exame permite que essas pessoas tenham acesso à educação superior por meio dos programas de nanciamento estudantil (Sisu, Prouni) ou apoio a educação superior do Governo Federal”, armou o diretor-geral do Depen, Francisco Caricati.

As provas do Enem-PPL têm o mesmo nível de diculdade do Enem regular, a diferença é que a aplicação nas unidades prisionais é posterior e ocorre em dias úteis. O Exame, que tem participação voluntária e gratuita dos privados de liberdade, é constituído de redação em Língua Portuguesa e mais quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha.

No primeiro dia do Enem-PPL (10/12), além da redação, serão aplicadas as provas de Linguagens e Ciências Humanas. Já no segundo dia (11/12) é o momento de os candidatos testarem seus conhecimentos em Ciências da Natureza e Matemática.

Por Nailena Faian/Portal GMC Online

Notícias da mesma editoria