Aplicativo de transporte para mulheres poderá ser o primeiro regularizado em Maringá
Imagem Ilustrativa | Foto: Divulgação

Concorrência

Aplicativo de transporte para mulheres poderá ser o primeiro regularizado em Maringá

Economia por Luciana Peña em 23/09/2021 - 13:18

Um aplicativo de transporte individual, que está buscando motoristas na cidade, deu entrada com a papelada exigida para o cadastramento, conforme determina lei municipal.  Nenhum outro aplicativo está regularizado e pagando impostos. 

Depois que o primeiro aplicativo de transporte individual de passageiros desembarcou em Maringá, forçando a regulamentação do serviço por lei municipal, outros vieram.

Mas até hoje nenhum deles está regularizado. Ou seja, a Secretaria de Mobilidade Urbana não sabe quem eles são e não pode fiscalizar.

Um novo aplicativo pretende iniciar a operação em breve. É um aplicativo apenas com motoristas mulheres e que irá transportar mulheres, crianças acima de oito anos desacompanhadas, idosos e deficientes físicos. Homens só se estiverem acompanhados de uma mulher.

Mas a operadora, a Lady Driver, que já existe em São Paulo, com 60 mil motoristas, busca a regularização.

A CEO da operadora em Maringá, Thais Bacelar, diz que já deu entrada nos pedidos de alvará, vistoria de bombeiros, entre outras documentações.

Quando estiver cadastrada, a empresa será a primeira a pagar tributo municipal.[ouça o áudio acima]

A vinda do aplicativo é também uma oportunidade de trabalho. Para começar a operar, a empresa precisa de 240 motoristas e tem até agora 150. [ouça o áudio acima]

O processo de regularização do aplicativo ainda não chegou ao conhecimento do Secretário de Mobilidade Urbana. Apesar de pagar impostos, a operadora do serviço diz que o custo da viagem pelo aplicativo será similar ao praticado no mercado.

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550