Equipamento utiliza ondas sonoras para diagnosticar a saúde das árvores
Foto: Victor Ramalho/CBN Maringá

Meio Ambiente

Equipamento utiliza ondas sonoras para diagnosticar a saúde das árvores

Meio Ambiente por Victor Ramalho em 04/07/2022 - 16:55

Uma empresa de Recife, que realiza o serviço, fez uma demonstração do aparelho nesta segunda-feira (4) em Maringá. O município pretende contratar uma empresa terceirizada para realizar o diagnóstico de árvores que precisam de laudos sobre poda e remoção na cidade.

A tecnologia já existe no mercado há algum tempo. Mesmo assim, algumas prefeituras pelo Brasil só estão conhecendo o equipamento agora. O tomógrafo de impulso utiliza ondas sonoras, captadas por uma série de sensores, para fazer um diagnóstico completo sobre a saúde de uma árvore.

O serviço completo leva em torno de uma hora para ser concluído. Um 'raio-x' da árvore é feito em tempo real pelo aparelho, agilizando o processo de emissão de laudos, como explica o Engenheiro Florestal Rogério de Oliveira. [ouça no áudio acima]

Uma empresa de Recife, que presta o serviço, fez uma demonstração do equipamento na tarde desta segunda-feira (4), em uma árvore em frente à Câmara de Maringá. A demonstração foi um pedido do vereador Flávio Mantovani (Solidariedade). Segundo o parlamentar, a ideia é que, caso o município considere o resultado satisfatório, que a tecnologia possa ser contratada para diagnosticar outras árvores pela cidade. [ouça no áudio acima]

Atualmente, Maringá tem 16 mil pedidos de remoção de árvores, segundo dados da Secretaria de Limpeza Urbana de Maringá. Do total, cerca de 3 mil já possuem os laudos autorizando a remoção ou poda.

O secretário de Limpeza Urbana de Maringá, Paulo Gustavo Ribas, também acompanhou a demonstração. Segundo ele, a Prefeitura pretende contratar uma empresa terceirizada, que utilize o tomógrafo, para realizar o diagnóstico de outras árvores. O serviço custa R$ 398 por árvore. Na primeira licitação, o município pretende pedir o diagnóstico de cerca de 200 árvores. [ouça no áudio acima]

Foto: Victor Ramalho
Foto: Victor Ramalho