Escolas movimentam 160 mil pessoas por dia, justifica prefeitura ao suspender as aulas presenciais
Imagem Ilustrativa | Foto: Arquivo/Agência Brasil

Maringá

Escolas movimentam 160 mil pessoas por dia, justifica prefeitura ao suspender as aulas presenciais

Educação por Luciana Peña em 09/03/2021 - 11:34

As excursões para outras cidades também foram suspensas. O comércio pode funcionar no sistema delivery.

O decreto publicado nessa segunda-feira pela prefeitura de Maringá é mais restritivo do que o decreto estadual. Enquanto o governo do Paraná liberou as aulas presenciais com 30% da capacidade das salas, o municipal manteve a suspensão total de aulas presenciais por mais uma semana.

O tema é polêmico. Enquanto em Maringá pais se manifestam pedindo prioridade para o retorno das aulas presenciais, em São Paulo a notícia é que as escolas registraram 21 mortes e mais de 4 mil casos de infecção por coronavírus em um mês.

A medida em Maringá, segundo o secretário de Comunicação Marcos Cordiolli, foi tomada com base no fluxo de pessoas que se movimentam em dias de aulas: 160 mil. O cálculo considerou o sistema de ensino em períodos normais, não o híbrido.[ouça o áudio acima]

O decreto também suspendeu excursões. O secretário diz que relatos de turistas deram a informação sobre a circulação do vírus. [ouça o áudio acima]

Há diferença entre os decretos também em relação ao comércio. As lojas vão ficar fechadas aqui em Maringá, mas podem vender em delivery. [ouça o áudio acima]

O decreto municipal vale até o final de domingo, dia 14.

Com a colaboração de Letícia Tristão.