Flavio Arns terá suplente de Maringá, na chapa ao Senado
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Flavio Arns terá suplente de Maringá, na chapa ao Senado

O Assunto é Política por Diniz Neto em 20/07/2018 - 10:16

TEMPO Neste dia 20 de julho estamos a 79 dias do primeiro turno das eleições. O período em que as convenções podem ser realizadas começa amanhã, dia 20 de julho, e vai até dia 5 de agosto.

 FLÁVIO VICENTE, DE MARINGÁ, NA CHAPA COM FLAVIO ARNS AO SENADO

Foi decidido ontem, no final da tarde. Flavio Vicente, de Maringá, que foi vereador por dois mandatos e candidato a prefeito na última eleição, para Rede Sustentabilidade, aceitou o convite para participar da chapa majoritária do partido. Ele será o segundo suplente de Flávio Arns, ao Senado. O primeiro suplente é de Cascavel, Vilson Vilmar Basso.

Flávio é professor universitário e empresário na área de serviços e comunicação.

 REDE SUSTENTABILIDADE VEM ORGANIZADA E COM PROPOSTAS INOVADORAS

Temos falado sobre a Rede, especialmente sobre a pré-candidatura de Flavio Arns. O partido tem Marina Silva como pré-candidato à presidência da República. Tem Jorge Bernardi, que foi vereador e presidente da Câmara de Curitiba como pré-candidato a governador. Na região tem Aguinaldo do Posto como pré-candidato a deputado estadual. Ele é de Marialva e trabalha em Maringá, em um posto de serviços central. Na convenção deverão ser confirmados mais nomes da região.

A Rede está organizada no Paraná. Sua proposta de estrutura e ação partidária é inovadora e muito interessante. O site da Rede é um dos mais organizados, com uma visão geral do partido e a sua opinião e posição sobre os principais temas nacionais.

Em eleição tão incomum a Rede poderá ter um papel mais relevante. Claro, será importante o desempenho de Marina Silva e, no Paraná, de Flávio Arns. Organização, ideias e inovações o partido tem.

 MARINA SILVA

Marina Silva, ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente, é pré-candidata a presidente da República pela Rede Sustentabilidade. Terceira colocada em 2014, quando recebeu cerca de 20 milhões de votos, Marina Silva também ocupa a segunda posição nas principais pesquisas, no cenário sem Lula para as eleições 2018.

A fundadora do partido Rede Sustentabilidade ainda é apontada como uma provável “herdeira” de parte dos votos de Lula, se a candidatura do petista não for autorizada pela Justiça Eleitoral.

Na articulação política para a sua chapa, ela tem elogiado Roberto Freire, presidente nacional do PPS. Freire já foi candidato a presidente e foi ministro da Cultura. Seria um possível candidato a vice-presidente.

Marina e a Rede tem procurado apoio dos partidos que participaram da sua coligação em 2014: PPS, PSB, PHS, PRP, PSL e PPL.
O tempo de rádio e TV da Rede, sem alianças, é de 10 segundos.

 CONVENÇÃO DA REDE SERÁ NO DIA 29 DE JULHO, DOMINGO

A Rede Sustentabilidade marcou a sua convenção para o domingo, 29 de julho.

 O PDT E OSMAR DIAS

Ontem circularam muitas informações e contrainformações sobre Osmar Dias e o PDT.

Uma delas era de Osmar estaria fechando uma aliança com o PSD, na qual ele seria candidato ao Senado, na chapa majoritária de Ratinho Junior.

Perguntei a ele sobre esta possibilidade e a resposta foi direta e textual: “Zero”.

Um fato: ele sofre pressões de todos os lados. No entanto mantém diálogo com vários partidos e tem reafirmado que será candidato a governador.

No final da tarde de ontem a Gazeta do Povo publicou cenários de coligações possíveis no Paraná. Foram listados os atuais deputados federais que estaria na coligação, com os seus respectivos partidos.

Deputados federais que estariam na chapa de Osmar Dias (PDT, SD, MDB, PODE):

Assis do Couto (PDT), Diego Garcia (PODE), Frangão (MDB), João Arruda (MDB) e Sérgio Souza (MDB).

 POSSÍVEL COLIGAÇÃO APOIANDO RATINHO JUNIOR

Deputados federais que poderão estar na coligação de apoio a Ratinho Júnior (PSD, PSC, PR, PV, PRB, PHS, AVANTE, PSL): Christiane Yared (PR), Delegado Francischini (PSL), Edmar Arruda (PSD), Evandro Roman (PSD), Giacobo (PR), Leandre (PV), Luiz Nishimori (PR), Sandro Alex (PSD) e Takayama (PSC).

 POSSÍVEL COLIGAÇÃO APOIANDO CIDA BORGHETTI

Deputados federais (PP, PSDB, DEM, PTB, PSB, PROS, PMN): Alex Canziani (PTB), Alfredo Kaefer (PP), Aliel Machado (PSB), Dilceu Sperafico (PP), Leopoldo Meyer (PSB), Luciano Ducci (PSB),

Luiz Carlos Hauly (PSDB), Nelson Meurer (PP), Osmar Bertoldi (DEM), Osmar Serraglio (PP), Ricardo Barros (PP), Valdir Rossoni (PSDB) e Toninho Wandscheer (PROS).

 DETALHE: Estes cenários podem ser alterados nas convenções. Este é um cenário apenas “estimado”. Na coligação com o PSD, por exemplo, há uma dificuldade com o PSL, relacionada à participação do Delegado Francischini para o Senado. Outra dúvida é o destino do PSDB, partido presidido por Beto Richa, pré-candidato ao Senado. Enfim, o quadro real só vamos conhecer após o fechamento das convenções, após finalizadas, no dia 5 de agosto,

 BRASIL/JAPÃO

Hoje, 20 de julho, Maringá recebe a princesa japonesa, Ako de Akishino. Estão na comitiva, o vice primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, e o embaixador, Akira Yamada.

A programação oficial começa às 17 horas, com a orquestra do Unicesumar. Em seguida acontecerá a cerimônia oficial.

 CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS NO PARANÁ

  • PSD, dia 21 de julho, na sede do Paraná Clube. Das 9 às 14 horas.
  • PSC, 21 de julho, no mesmo local do PSD.
  • MDB, dia 21 de julho, na sede do partido, em Curitiba. Das 9 às 14 horas.
  • PV, dia 21 de julho, no Espaço Amazônia, ao lado do Colégio Opet, rua Nilo Peçanha, Curitiba. Das 14 às 18 horas.
  • PROS, dia 21 de julho, Espaço Torres, Rua Pergentina Silva Soares, 159 – Jardim Botânico, em Curitiba.
  • PSOL, fará a convenção dia 27 de julho, na sede da APP-Sindicato, em Curitiba.
  • PT, 28 de julho, na sede do partido, em Curitiba.
  • PMN, 28 de julho, em Curitiba.
  • REDE SUSTENTABILIDADE, 29 de julho, Curitiba.
  • PDT, 4 de agosto, no Hotel Nacional Inn, em Curitiba.
  • PODEMOS, convenção pré-agendada para o dia 4 de agosto.
  • PSDB, pré-agendada para 4 de agosto.
  • PROGRESSISTAS, será definida para 4 ou 5 de agosto.