Fundos partidário e eleitoral: Partido Novo é contra
Acompanhe O Assunto é Política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Fundos partidário e eleitoral: Partido Novo é contra

O Assunto é Política por Diniz Neto em 26/07/2018 - 14:20

TEMPO Neste dia 26 de julho estamos a 73 dias do primeiro turno das eleições. O período em que as convenções podem ser realizadas começou na sexta-feira, 20 de julho, e prosseguirá até dia 5 de agosto.

 NOVO FORA – NÃO USA RECURSOS DOS FUNDOS PARTIDÁRIO E ELEITORAL

Filiados ao Partido NOVO fizeram contato, registrando que o partido recebe os recursos e os deposita em conta judicial, sem utilizá-los, para uma futura devolução, hoje impossível.

A partir de 2019, deputados federais eleitos pelo NOVO vão fazer um projeto de lei permitindo os partidos devolvam estes recursos para utilização outras áreas.

O Partido NOVO, no Paraná, terá apenas candidatos a deputado federal. Em Maringá serão dois candidatos. O objetivo é fortalecer o partido, com uma grande bancada federal.

No país, em alguns estados, o NOVO terá candidatos a governador e ao Senado.

O candidato a presidente pelo partido é João Amoêdo. Ele tem 55 anos, é engenheiro, administrador de empresas, ativista político e palestrante. Já foi diretor de banco. Algumas das suas ideias e objetivos, em sintonia com os princípios do partido: acabar com privilégios para políticos e mudar o sistema, que hoje vai contra o cidadão.

O partido rejeita o financiamento público de campanhas e cobra no mínimo R$ 29 mensais de seus filiados. Os candidatos passam por uma prova, uma espécie de vestibular, onde precisam demonstrar que estão preparados para a candidatura. João Amoêdo afirma que paga as próprias despesas de viagem e compara esse investimento à doação para uma instituição de caridade, em que não se espera nada em troca.

À Zero Hora, de Porto Alegre, ele declarou: “Estou fazendo isso para melhorar o Brasil. Em vez de montar ONG, instituição de caridade, nosso raciocínio é: temos de ir para o Estado, porque é lá que estão os recursos. É no Estado que a gente consegue atender ao maior número de pessoas. A gente precisa mudar essa gestão pública. Esse é o desejo do Novo: colocar gente competente, atuar nas áreas essenciais para melhorar a vida do cidadão”.

 O CUSTO DA DEMOCRACIA POR BRASILEIRO

Sobre o fundo partidário e fundo eleitoral. Foram criados como alternativa à proibição das doações de empresas a campanhas e partidos. Este impedimento foi considerado fundamental para cortar a relação de doações que depois eram cobradas, na forma de decisões e vantagens para as empresas financiadoras.

Assim, os brasileiros passaram a pagar, através dos fundos, o sistema partidário e as campanhas eleitorais. Se pegarmos o valor do fundo eleitoral para esta eleição, teremos um valor aproximado de R$ 8 por brasileiro. Como o fundo, pela lei, existirá de dois em dois anos, por ano o financiamento de campanha custa R$ 4 reais por brasileiro.

O que é melhor? Financiamento de campanhas por empresas? Ou o financiamento público?

Vale a pena este investimento na democracia?

O debate é inevitável e está aberto. Qual é a sua opinião?

 O FUTURO JÁ COMEÇOU – PALESTRA HOJE, 19H30, NO JARDIM ALVORADA

Começa hoje um ciclo de palestras pelos bairros de Maringá, “Acim Ação”, com o tema “2047, o futuro já começou”, com o professor Nailor Marques Jr.

A primeira palestra será hoje, dia 26 de julho, às 19h30, no salão comunitário do Jardim Alvorada. A entrada é franca.

Na palestra serão apresentados detalhes do Masterplan e de como a cidade poderá ser ainda melhor, nos próximos anos, até o seu centenário, em 2017.

 CONVENÇÕES AGENDADAS

• PSOL, fará a convenção dia 27 de julho, na sede da APP-Sindicato, em Curitiba.

• PT, 28 de julho, na sede do partido, em Curitiba.

• PMN, 28 de julho, a partir das 10 horas, na Sociedade Thalia, em Curitiba,

• PRTB, 28 de julho, em Curitiba.

• REDE SUSTENTABILIDADE, 29 de julho, Curitiba.

• PSDB, 30 de julho.

• PHS, 2 de agosto.

• PPS, 2 de agosto, a partir das 17 horas, no Lizon Hotel, em Curitiba.

• PTB, 3 de agosto, das 17 às 21 horas, no Victória Villa Hotel, em Curitiba.

• PDT, 4 de agosto, no Hotel Nacional Inn, em Curitiba.

• PODEMOS, convenção em 4 de agosto, no Paraná Clube (será nacional, para lançamento de Alvaro Dias).

• PP, dia 4 de agosto, a partir das 10 horas.

LISTA DOS PARTIDOS REGISTRADOS

1 . PMDB - PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO - Nº 15

2 . PTB - PARTIDO TRABALHISTA BRASILEIRO - Nº 14

3 . PDT - PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA - Nº 12

4 . PT - PARTIDO DOS TRABALHADORES - Nº 13

5 . DEM – DEMOCRATAS - Nº 25

6 . PCdoB - PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL - Nº 65

7 . PSB - PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO - Nº 40

8 . PSDB - PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA - Nº 45

9 . PTC - PARTIDO TRABALHISTA CRISTÃO - Nº 36

10. PSC - PARTIDO SOCIAL CRISTÃO - Nº 20

11. PMN - PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO NACIONAL - Nº 33

12. PRP - PARTIDO REPUBLICANO PROGRESSISTA - Nº 44

13. PPS - PARTIDO POPULAR SOCIALISTA - Nº 23

14. PV - PARTIDO VERDE - Nº 43

15. PTdoB - PARTIDO TRABALHISTA DO BRASIL - Nº 70

16. PP - PARTIDO PROGRESSISTA - Nº 11

17. PSTU - PARTIDO SOCIALISTA DOS TRABALHADORES UNIFICADO - Nº 16

18. PCB - PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO - Nº 21

19. PRTB - PARTIDO RENOVADOR TRABALHISTA BRASILEIRO - Nº 28

20. PHS - PARTIDO HUMANISTA DA SOLIDARIEDADE - Nº 31

21. PSDC - PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA CRISTÃO - Nº 27

22. PCO - PARTIDO DA CAUSA OPERÁRIA - Nº 19

23. PTN - PARTIDO TRABALHISTA NACIONAL - Nº 29

24. PSL - PARTIDO SOCIAL LIBERAL - Nº 17

25. PRB - PARTIDO REPUBLICANO BRASILEIRO - Nº 10

26. PSOL - PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE - Nº 50

27. PR - PARTIDO DA REPÚBLICA - Nº 22

28. PSD - PARTIDO SOCIAL DEMOCRÁTICO - Nº 55

29. PPL - PARTIDO PÁTRIA LIVRE - Nº 54

30. PEN - PARTIDO ECOLÓGICO NACIONAL - Nº 51

31. PROS - PARTIDO REPUBLICANO DA ORDEM SOCIAL - Nº 90

32. SD - SOLIDARIEDADE - Nº 77

33. PN - PARTIDO NOVO - Nº 30

34. REDE - REDE SUSTENTABILIDADE - Nº 18

35. PMB – PARTIDO DA MULHER BRASILEIRA – Nº 35