Há mais de 20 dias não são agendadas consultas e cirurgias eletivas
Foto: Ilustrativa/GMC Online

HUM

Há mais de 20 dias não são agendadas consultas e cirurgias eletivas

Saúde por Luciana Peña em 19/07/2019 - 11:40

Este é o reflexo da greve dos servidores da UEM, que começou dia 26 de junho. O comando de greve apresentou demandas nesta sexta-feira(19) aos reitores das universidades estaduais que se reuniram em Maringá.

Reitores de todas as universidades estaduais do Paraná se reuniram em Maringá nesta sexta-feira (19) em mais um encontro mensal da Apiesp, a Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público. Os reitores receberam o comando de greve da UEM. Os grevistas apresentaram demandas. A paralisação dos professores e funcionários da UEM completa 25 dias. A categoria rejeitou a proposta do Governo do Estado. O calendário acadêmico está suspenso. E no Hospital Universitário foi suspenso o agendamento de cirurgias e consultas eletivas. Este é o maior impacto no serviço prestado à população. O Pronto Socorro está funcionando normalmente, diz o presidente do Sinteemar, José Maria Marques.

O governo ofereceu um reajuste de 5,08% parcelado em três anos. 2% em janeiro de 2020 e o restante em 2021 e 2022, mas se houver disponibilidade financeira no caixa do Estado.

De janeiro a junho deste ano foram 17372 atendimentos no ambulatório do HUM. Este mês foram realizados até agora 1871 atendimentos.