Liberdade econômica
Imagem ilustrativa/Pixabay/domínio público

Opinião

Liberdade econômica

O comentário de Gilson Aguiar por Gilson Aguiar em 09/08/2019 - 09:11

Não podemos esquecer jamais que o Brasil é um país que nasceu de forma autoritária. Nasceu de uma imposição portuguesa sobre as terras tropicais. A colônia nasceu da transferência da corte portuguesa, em 1808. Mesmo antes disso. A política econômica portuguesa, na colonização, era fundada no controle absoluto da economia. 

Ao longo da história econômica, os desdobramentos das atividades produtivas dependem do apoio ou não do Estado. Uma prática que garantiu a permanência de determinadas relações de poder econômico e político nas diversas regiões do país. 

O Brasil de hoje é fruto deste intervencionismo e autoritarismo. Pagamos o preço da imposição e manipulação econômica. Determinadas formas de se estabelecer no poder se consolidaram. Os vícios se perpetuam nos ambientes onde a estrutura política deveria ser democrática e fundada na liberdade e eficiência. 

Temos que apoiar ideias que venham a romper esta dependência. Há uma Medida Provisória da Liberdade Econômica que pode iniciar uma mudança nesta tendência congênita. Não será a saída definitiva. Uma medida, uma lei, não altera por si as práticas. Mas legaliza um ambiente contrário ao que estamos fazendo a séculos. 

Se queremos mudanças, esta é uma das mais importantes. Vamos defender a liberdade econômica, desburocratizar esta relação perniciosa e permitir que pessoas que tenham iniciativas possam se destacar pela eficiência. Romper com o clientelismo doentio que movimenta a iniciativa privada e a vida pública deste país. Esta é uma oportunidade que não podemos perder.