Mais da metade das mortes no trânsito em Maringá em 2021 foram de motociclistas
Foto: Aldemir de Moraes/ PMM

Projeto Vida no Trânsito

Mais da metade das mortes no trânsito em Maringá em 2021 foram de motociclistas

Trânsito por Letícia Tristão em 31/03/2022 - 11:08

 Os dados foram apresentados pela Semob. Contorno Sul é o local onde foram registrados mais acidentes de trânsito. E o número de motociclistas sem CNH envolvidos em acidentes chama atenção.

Maringá tem 436 mil habitantes e 334 mil veículos na cidade, o que é considerado pela Semob um número alto, fora o fluxo móvel de veículos, que vem de fora diariamente.

A Semob, Secretaria de Mobilidade Urbana, divulgou nesta quinta-feira (31) o relatório de dados de acidentes de trânsito registrados em Maringá, em 2021.

Em relação a 2020, houve redução de 15% no número de óbitos, seis mortes a menos. Mas o número de acidentes foi maior no ano passado.

Segundo os dados, foram 2.938 acidentes de trânsito em Maringá, em 2021, que resultaram em 38 mortes. E os motociclistas continuam sendo as maiores vítimas do trânsito, eles foram mais da metade desses óbitos, 55%. E quase metade deles por choque contra anteparo, postes ou árvores.

Outro dado que chama a atenção é que 60% desses motociclistas, estavam com a carteira de habilitação irregular ou nem mesmo tinham o documento.

O maior número de acidentes foi registrado no Contorno Sul, cinco mortes, a marginal do Contorno Norte em segundo lugar, três mortes, e a imprudência dos motoristas continua sendo uma das maiores causas de acidentes, juntamente com avanço de velocidade e consumo de bebida alcoólica.

A maioria das vítimas tem entre 30 e 40 anos. Embora o fluxo de veículos seja menor no fim de semana, madrugada de domingo é o dia da semana em que mais foram registrados acidentes, foram 10 vítimas.

Na maioria dos casos de mortes por atropelamento, os pedestres estavam atravessando fora da faixa. No caso de mortes de ciclistas, todos estavam se capacete.

Na proporção de mortes no trânsito, 46% morreram no local do acidente, a maioria motociclistas pela gravidade do impacto.

A apresentação dos dados está dentro do projeto Vida no Trânsito, que reúne vários órgãos de segurança de Maringá. O objetivo é criar campanhas de conscientização a partir dos dados, como explica o gerente de educação para o trânsito da Semob, Rafael Martins. [Ouça o áudio acima]

Ainda segundo o levantamento, são quase quatro anos sem registro de mortes de criança no trânsito em Maringá.

Setembro e maio foram os meses em que houve maior registro de acidentes com vítimas, embora sejam os dois meses do ano de campanhas nacionais de prevenção.

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550