Mais dez agentes são formados, mas não há previsão para porte de arma

Guarda Municipal

Mais dez agentes são formados, mas não há previsão para porte de arma

Segurança por Luciana Peña em 06/12/2019 - 15:02

Nesta sexta-feira (6), dez agentes da Guarda Municipal de Maringá receberam os certificados da primeira fase do curso para porte de armas de fogo. 59 agentes já estão aptos a trabalhar armados, mas ainda não há previsão de quando a Guarda atuará armada. Processo depende da Polícia Federal. Também nesta sexta-feira, foi regulamentada a carreira dos agentes como previsto no Estatuto da Guarda. Isso significa que os salários vão aumentar. 

 

É uma reivindicação antiga. A regulamentação do plano de carreira do Guarda Municipal de Maringá. Nesta sexta-feira, com a assinatura do decreto de reenquadramento da Guarda Municipal e Patrimonial, ficaram definidos as novas carreiras e salários. O reajuste na remuneração começa a partir de 50% de acordo com o momento da carreira do servidor. A assinatura do decreto  foi durante a cerimônia de formatura de dez agentes municipais, que concluíram a primeira etapa do curso para porte de arma de fogo, explica o secretário de Segurança Pública Clodoaldo de Rossi. .

Dos 125 guardas municipais de Maringá,  59 já concluíram o curso completo e estão aptos a trabalhar armados e as armas já foram compradas. Mas ainda não há previsão para que a Guarda comece a atuar armada. Tudo depende dos prazos da Polícia Federal. 

Nem todos os 125 guardas municipais irão trabalhar armados. Alguns não atingiram as notas necessárias para aprovação. Mas no futuro não está descartada a possibilidades desses agentes tentarem novamente.