Maringá FC vence o Operário nos pênaltis e está na final do Campeonato Paranaense
Foto: André Jonsson/OFEC

Futebol

Maringá FC vence o Operário nos pênaltis e está na final do Campeonato Paranaense

Esporte por Victor Ramalho em 27/03/2022 - 20:37

Após oito anos de espera, o Maringá FC voltará a decidir uma final de Campeonato Paranaense. Jogando na noite deste domingo (27), no Estádio Regional Willie Davids, o Tricolor da Cidade Canção segurou um empate contra o Operário, de Ponta Grossa, por 0x0, vencendo o Fantasma nos pênaltis, por 5×3. Dheimison, que já havia sido o herói maringaense durante a partida, defendeu a cobrança de Fernando Neto, colocando a equipe de Maringá na decisão.

O zagueiro Ronald, que já havia feito o gol do MFC na partida de ida, no Germano Krüger, foi o encarregado de converter a cobrança decisiva, para explodir de emoção o WD, que contou com a presença de 13.067 torcedores, o maior público do ano e terceiro maior da história do clube jogando em casa.

Agora, a equipe maringaense enfrentará o Coritiba. As datas e horários ainda serão divulgadas oficialmente pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), mas a tendência é que o jogo de ida seja realizado já na próxima quarta-feira (30), às 20h, no Estádio Regional Willie Davids.

A crônica da partida

A expectativa cercava a cidade de Maringá desde as primeiras horas da manhã. Após vender mais de 12 mil ingressos antecipadamente, a diretoria do Maringá FC colocou mais mil ingressos à vendas nas bilheterias, que se esgotaram rapidamente. Teve até cambista tentando vender ingresso por um valor maior que o praticado pelo clube, tamanha procura.

E a expectativa se confirmou: 13.067 pessoas estiveram presentes na noite deste domingo – o terceiro maior público da história do clube no Willie Davids - (27), para ver o time maringaense voltar à uma final de estadual, algo que não ocorria desde 2014.

O Operário, como já era esperado, começou pressionando o MFC. Dheimison, contratado no começo da temporada para ser o “paredão” tricolor, fez três defesas espetaculares ainda no primeiro tempo. O Maringá apostava nas jogadas de contra-ataque, que não davam certo, uma vez que Felipe Saraiva e Mirandinha enfrentaram dificuldades contra a defesa adversária.

Na etapa complementar, Jorge Castilho inverteu os pontas e o time da casa começou mandando, como se esperava. Criou boas oportunidades, equilibrou a partida, mas o empate persistiu.

Nos pênaltis, a chance de exorcizar o fantasma da decisão de 2014 contra o Londrina. E nada melhor para um goleiro, que vinha sendo o grande destaque individual do clube na temporada, do que uma decisão de penais para marcar seu nome, de vez, na história do clube. Coube a Dheimison defender a quarta cobrança de Fernando Neto. Ronald, com categoria, converteu a quinta e última cobrança.

O Maringá FC, que segue invicto em casa na temporada, tem agora seu último desafio do ano: o Coritiba, de Gustavo Morínigo, equipe que demonstrou o melhor futebol do Paranaense até o momento.

(atualização 28/3, às 08h03): A assessoria do Maringá FC informou que os dois jogos das finais estão marcados para essa quarta-feira (30), às 20h00, no Estádio Regional Willie Davids e para domingo (3) em Curitiba, no Estádio Couto Pereira.  

Ouça a reportagem de Letícia Tristão: