Médico acusado de mandar matar irmão vai a júri popular
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Maringá

Médico acusado de mandar matar irmão vai a júri popular

Segurança por Luciana Peña em 02/10/2019 - 09:44

O julgamento de Manoel Pereira Marques começou na manhã desta quarta-feira (2). Manoel é acusado de mandar matar o empresário português Garcia Pereira Marques por herança. 

O empresário português Garcia Pereira Marques foi assassinado em abril de 2016 na região do Mandacaru em Maringá. Segundo a investigação, ele foi atraído para uma emboscada pelo genro, que levou o sogro a uma farmácia e no caminho encontrou duas mulheres. Uma delas já foi condenada a 16 anos de prisão por ter atirado na vítima.

Para a polícia, o genro disse que eles foram vítimas de um assalto, mas imagens de câmeras de segurança mostraram o carro onde estava a vítima seguido pelo carro onde estavam as mulheres  sem qualquer sinal de perseguição. O genro, condenado a 22 anos de prisão, acabou confessando que receberia um milhão de reais do irmão da vítima pelo crime.

O médico Manoel Pereira Marques teria encomendado o assassinato do irmão por causa de herança. O júri popular começou na manhã desta quarta-feira. O réu chegou juntamente com a banca de defesa formada por quatro advogados. O julgamento deve durar o dia inteiro.

São oito testemunhas a serem ouvidas. O júri é formado apenas por mulheres. A promotoria pede condenação por homicídio qualificado, que prevê pena de 12 a 30 anos, e só vai se pronunciar após o encerramento. A defesa falou com a imprensa. O advogado  Adriano Bretas diz que tem convicção de que o cliente é inocente. 

Manoel Pereira Marques é médico e advogado e mora no interior de São Paulo.