Ministro Paulo Guedes diz que Brasil vai debelar inflação antes de outros países
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Economia

Ministro Paulo Guedes diz que Brasil vai debelar inflação antes de outros países

Economia por Luciana Peña em 12/04/2022 - 13:58

A palestra do ministro da Economia Paulo Guedes foi na noite dessa segunda-feira (11)

O ministro falou a empresários a convite da Associação Comercial e Empresarial de Maringá, como parte das comemorações dos 69 anos da entidade.

A palestra foi transmitida ao vivo pelo canal da Acim no Youtube. Na sede da Acim, empresários acompanharam a fala do ministro e puderam fazer perguntas.

O presidente da associação Michel Felippe Soares estava em Brasília ao lado do ministro.

Paulo Guedes fez uma introdução sobre a postura do Governo Federal: com foco na economia de mercado, mas com atenção aos mais vulneráveis.

O ministro disse que o país vai se recuperar da crise financeira assim como se recuperou da crise sanitária com este caminho chamado pelo ministro de caminho da prosperidade, a exemplo de nações mais liberais que aumentaram a renda per capita da população.

Paulo Guedes comparou esta postura ao que Maringá já vem fazendo. [ouça o áudio abaixo]

O ministro disse que apesar da pandemia e agora a guerra na Ucrânia, o Brasil vem realizando pequenas reformas estruturantes, como o programa de privatizações. E disse que o governo não deixará a dívida da pandemia para as futuras gerações. A dívida do país cresceu apenas 3% do PIB, segundo o ministro.[ouça o áudio abaixo]

Sobre a inflação, o ministro disse que o fenômeno é mundial e que o Banco Central brasileiro se antecipou a outros bancos centrais e vai debelar a alta de preços antes de outros países. [ouça o áudio abaixo]

O ministro Paulo Guedes explicou por que o governo ainda não fez a reforma tributária, mas disse que ela será a primeira reforma da próxima gestão caso o presidente Bolsonaro vença as eleições. Guedes disse que o imposto sobre as empresas vai baixar, mas os empresários vão pagar lucros e dividendos. [ouça o áudio abaixo]

Segundo o ministro, muitas estatais passaram de deficitárias para superavitárias nos útlimos anos. Guedes concluiu dizendo que o país fez a transição política há 30 anos mas ainda não concluiu a transição econômica, que é menos impostos, mais liberdade econômica e proteção aos mais vulneráveis.