Moradores bloqueiam trecho da Avenida Tuiuti para protestar contra a construção de uma Casa de Semiliberdade
Luciana Peña/CBN Maringá

Campos Elíseos

Moradores bloqueiam trecho da Avenida Tuiuti para protestar contra a construção de uma Casa de Semiliberdade

Cidade por Luciana Peña em 27/09/2019 - 13:01

A manifestação foi no final da manhã. Comerciantes fecharam as portas e também foram para a rua. A obra da Casa de Semiliberdade, que tem o objetivo de abrigar adolescentes infratores durante a noite, está embargada pela prefeitura. O embargo foi lançado nessa quinta-feira (26) e até o começo da noite o Estado ainda não tinha sido notificado. A obra está sendo construída num terreno doado pela Prefeitura de Maringá ao Estado em 2006. Nesta sexta-feira(27), já não havia operários na obra, que fica num terreno na esquina da Avenida Tuiuti com a Rua Rio Samambaia. O porta-voz dos moradores do Jardim Campos Elíseos e região, Marcos Mandadori, diz que a comunidade não é contra o projeto da Casa de Semiliberdade, mas não quer a unidade no bairro.

A dona Helena Bezerra, que mora há 31 anos no bairro, também não quer a unidade perto de casa. 

Poliana Nunes diz que faltou comunicação, porque o Estado não explicou o que seria contruído no local.

O padre Genivaldo Bingi diz que a ressocialização é necessária, mas se não for bem feita, só gera insegurança.

A manifestação ganhou um tom político, por causa da presença e dos discursos de vereadores e de um deputado estadual. O Estado em nota informou que lamenta a posição dos moradores porque o projeto de Casas de Semiliberdade é muito importante para a sociedade.