No ensino integral o número de crianças que usam o medicamento é menor
Bia Fortunato/CBN Maringá

Ritalina

No ensino integral o número de crianças que usam o medicamento é menor

Saúde por Luciana Peña em 16/08/2018 - 16:10

É o que revela a dissertação de mestrado da fisioterapeuta Carla Betânea Huf, especialista em biociências e fisiopatologia. Ela analisou dados de 18 mil crianças da rede municipal de ensino de Maringá, de zero a dez anos, no ano de 2013. O estudo revelou que 3,5% das crianças usavam o medicamento para controle do TDH ou déficit de atenção. O uso aumentava em duas fases da vida da criança de acordo com o estudo: a alfabetização e a transição para o fundamental II. Crianças do ensino integral usavam menos a medicação e os meninos eram os mais medicados.