O que estão falando pré-candidatos à presidência e ao Governo do Paraná?
Acompanhe O Assunto é Política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

O que estão falando pré-candidatos à presidência e ao Governo do Paraná?

O Assunto é Política por Diniz Neto em 19/06/2018 - 10:14

Quer fazer contato com o jornalista Diniz Neto, encaminhar uma sugestão? Envie e-mail para oassuntoepolitica@cbnmaringa.com.br ou mande uma mensagem para o WhatsApp da CBN Maringá. O número é (44) 99877 9550

 

TEMPO Faltam 110 dias para o primeiro turno das eleições 2018.

 

O QUE ESTÃO FALANDO OS PRÉ-CANDIDATOS A PRESIDENTE

Estamos nos aproximando das convenções partidárias e os pré-candidatos começam a falar e ser questionados em relação ao que pensam e defendem.

Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente pelo PSL, tem sido acusado de ser um privatizador. Ele se defende, bem ao seu estilo, dizendo que “não é o que diz a esquerdalha”.

O pré-candidato do PSL garante que não é especialista em economia por ser “uma pessoa humilde”, mas que tem escutado sempre um conselheiro na área da economia, Paulo Guedes.

O economista que aconselha Bolsonaro é contra subsídios.

Perguntado sobre a privatização da Petrobras, Bolsonaro respondeu: “Está no radar. Só isso e mais nada. Alguns falam em privatizar, em partes, como a distribuição, por exemplo. Mas eu entendo que a energia no Brasil é uma questão estratégica”.

Jair Bolsonaro (PSL) tenta afastar a imagem de um polêmico sindicalista militar que defende políticas estatizantes. Já o economista Paulo Guedes, seu conselheiro, é considerado um ultraliberal. O pré-candidato defende um amplo pacote de mudanças para a economia do Brasil.

Ciro Gomes tem defendido a liberdade de Lula. Mas declarou que ele não é um preso político, como defendem o PT e outros partidos e entidades sociais do movimento “Lula Livre”.

Ciro alerta que é preciso tomar muito cuidado com as palavras, especialmente para não confundir os jovens e as pessoas em geral. Ele explica que presos políticos são aqueles que foram recolhidos por que emitiram opiniões políticas.

Ele disse mais: “Você pode considerar injusta a culpa do Lula, mas daí a extrapolar por esse caminho parece estranho".

Ciro disse esperar a que Lula seja solto no dia 26 de junho.

Marina Silva deu, há um dia, uma declaração muito interessante: “Não posso mudar de opinião só para conquistar eleitores de Lula”.

Marina vai concorrer pela terceira vez à Presidência da República, pela Rede.

Pelas pesquisas, está atrás apenas de Jair Bolsonaro, do PSL.

Ex-ministra do Meio Ambiente de Lula e ex-integrante do PT, partido que deixou em 2009, após 30 anos de militância, Marina tem proximidade histórica com os simpatizantes do PT.
No entanto, nos últimos anos, se afastou bastante do seu antigo partido e passou a defender posições independente.

Alvaro Dias, candidato a presidente pelo Podemos, declarou que a Previdência precisa de uma reforma mais rigorosa.

O senador declarou ontem que a sua proposta de reforma da Previdência “é mais rigorosa do que essa que está no Congresso Nacional”.

A opinião foi manifestada em uma sabatina na Amcham-Brasil (Câmara Americana de Comércio).

Alvaro Dias explicou que a sua proposta tem dois pilares: a idade mínima, que já existe na

maioria dos países, e a equivalência de regras entre o setor público com o setor privado.

 

CANDIDATO DO PSL A DEPUTADO FEDERAL, EM CIANORTE

Muito conhecido em Cianorte, onde foi candidato a vice-prefeito, João do Barbante é candidato a deputado federal pelo PSL. Ele é empresário na cidade, há 22 anos.

A chapa de João do Barbante e do candidato a prefeito Paulo Renato (SD), fez 33% dos votos, 13.128 votos. Foi uma votação muito expressiva, ficando em segundo lugar.

 

AGENDAS DOS PRÉ-CANDIDATOS A DEPUTADO, NA REGIÃO
Os pré-candidatos a deputado estão se movimentando em Maringá e região.

Marcos Aurélio Superti encaminhou várias informações sobre o seu trabalho na área da cultura. Ele é pré-candidato a deputado federal pelo Podemos, na região Macronoroeste.

O deputado federal Edmar Arruda (PSD) esteve em vários municípios, no fim de semana. Cumpriu agenda na região sexta-feira, sábado e domingo.

O deputado federal Ricardo Barros (Progressistas) atendeu no seu escritório e cumpriu compromissos na região e em Curitiba, no fim de semana e na segunda-feira.

O prefeito de Orizona, Rodrigo Amado, recebeu o deputado federal Luiz Nishimori (PR), sábado, na tradicional Festado do Milho. Nishimori também cumpriu outros compromissos no fim de semana.

No próximo sábado, 23 de junho, o deputado estadual Evandro Júnior realizará um café da manhã, no seu escritório, à avenida Paissandu, 1.176, Zona 3.

Partidos e pré-candidatos pode fazer contato com ‘O Assunto é Política’, encaminhando informações sobre pré-candidatos e agendas para oassuntoepolitica@cbnmaringa.com.br e para o Whatsapp (44) 99122 8715.

 

PRÉ-CANDIDATOS AO GOVERNO DO PARANÁ: O QUE ESTÃO FAZENDO E DIZENDO

Osmar Dias, pré-candidato a governador pelo PDT, esteve ontem concedendo entrevistas a rádios da capital, Curitiba.

Falou do seu projeto de governo do Paraná, com um novo modelo de administração pública.

Ratinho Júnior, pré-candidato pelo PSD, afirmou, ao postar um vídeo, que está comprometido a fazer uma ruptura com esse modelo atual da política tradicional, promovendo uma gestão transparente, eficiente e com coragem na tomada das decisões.

Cida Borghetti, pré-candidata pelo Progressistas, divulgou a seguinte nota: “Conversando com representantes do Fórum das Entidades Sindicais, num diálogo franco e transparente. Ouvi as demandas sobre o reajuste salarial dos servidores e citei os avanços que conseguimos implantar nas últimas semanas. Estou atenta a todas as reivindicações do funcionalismo estadual. Construímos um importante canal de diálogo com os sindicatos e representantes dos funcionários. Determinei aos técnicos da Fazenda a elaboração do estudo que deve ficar pronto nos próximos dias. Tudo será feito de forma transparente, com responsabilidade e zelo com as contas públicas”.