Os números e desafios da segurança
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Os números e desafios da segurança

Por Diniz Neto em 09/07/2019 - 10:06
Player Ouça o boletim

Dia Mundial pelo Desarmamento. Este ano acontece em pleno momento e mobilização de muitos brasileiros pelo direto de comprar armas, de se armar.

O Brasil é o país com maior número de mortes por armas de fogo, a cada ano. O segundo país é os Estados Unidos. Brasil e Estados Unidos são responsáveis por 30% das mortes anuais por arma de fogo, no mundo.

No ano passado, 2018, aconteceram no Brasil 51.589 assassinatos. Uma redução de 10% em relação a 2017.

Em 10 anos morreram assassinadas cerca de 550 mil pessoas no país.

CORONEL PADILHA PEDE DEMISSÃO
Antônio Roberto dos Anjos Padilha, o coronel Padilha, entregou ontem  sua carta de demissão. Ele publicou nas suas redes sociais o seguinte:

“Boa tarde Senhoras e Senhores! Tomei a decisão de deixar o cargo de secretário de segurança do município. Gostaria de estar agradecendo pessoalmente a cada integrante do Conseg e também aos gestores de segurança de Maringá. No entanto, já não estou na cidade de Maringá. Foram aproximadamente dez anos me dedicando a área de segurança pública em Maringá e região onde conquistamos inúmeros amigos, sempre destaquei entre os municípios paranaenses que trabalhei foi o de Maringá que me conquistou. Quando precisei apoio do Conseg e da Acim eu e minha equipe fomos atendidos, isso em mais de uma oportunidade sou grato. Agradeço de coração o amigo coronel Antonio Tadeu Rodrigues e em seu nome agradeço aos demais amigos. Saio de Maringá feliz com o sentido do dever cumprido. Um grande abraço a todos.”

A demissão foi aceita pelo prefeito Ulisses Maia e o nome do seu sucessor deverá ser indicado em  breve.

O prefeito está fazendo uma consulta a autoridades e especialistas em segurança.

OS MOTIVOS
A esposa do coronel trabalha no Fórum, em Campo Mourão. Há bastante tempo ela vinha pedindo que ele deixasse a secretaria.

A pessoas próximas, há algum tempo, ele já havia confidenciado que sairia por motivos pessoais.

ELOGIOS
Na internet muitas pessoas se manifestaram de forma elogiosa ao coronel Padilha, um nome associado a segurança de Maringá, nos últimos anos.

Um dos seus objetivos foi a aprovação do Estatuto da Guarda Municipal.

Sobre a demissão, o vereador Sidnei Telles escreveu: “O Coronel Antonio Padilha deixa a Secretaria Municipal de Segurança Pública. Lutei pela criação da Secretaria de Segurança e apoiei a aprovação do Estatuto da Guarda. Mais do que isto, sempre estive do lado do Coronel e defendendo seu excelente trabalho. Sua saída, para mim, representa uma perda para o município.”

 

EFETIVO POLICIAL
Faz tempo que a sociedade organizada de Maringá cobra aumento do efetivo e das forças policiais, na cidade.

Contra o argumento de que os números da cidade são melhores do que todos os demais é cobrada a necessidade de manter estes números melhores da segurança e, quem sabe, até ter números ainda melhores.

Na Assembleia Legislativa, o deputado Homero Marchese defende que o critério principal para distribuição do número de policiais militares e civis no Estado seja o tamanho da população das cidades e não apenas as estatísticas.

UM NOME LEMBRADO
No sábado, dia 6, o advogado e conselheiro da OAB Paraná, César Moreno, completou 56 anos. Ele escreveu, em 2017, o livro “É você quem manda – O Povo no Poder”.

Uma das  suas frases no livro fala da inversão que temos abordado sempre aqui na CBN. O povo, o cidadão, que é quem manda, se tornou servo do Estado que existe justamente para servi-lo.

“O político deve ter temor do povo, saber que é um servidor, que está sendo cuidado, vigiado e, principalmente, que suas ações terão consequência para ele.”

César tem sido consultado por partidos e pré-candidatos. Tem convites para filiações e para participar de projetos  políticos e comunitários.

DUPLICAÇÃO MARINGÁ/IGUARAÇU
O secretário de Infraestrutura, Sandro Alex, garantiu R$ 200 milhões para a duplicação Maringá-Iguaraçu. A sociedade organizada deve viabilizar o projeto, que custa R$ 3 milhões.

Na reunião com uma comitiva de Maringá e região, o secretário também confirmou recursos para o trevo do Catuaí e para a trincheira e viaduto de transposição da BR-376, em Sarandi.

FERROVIA INTERNACIONAL
Será realizado no dia 12 de agosto, em Assunção, no Paraguai, o primeiro Seminário de Integração de Infraestrutura de Transporte Rodoferroviário da América do Sul.

O tema central será a Ferrovia Interoceânica Paranagá Antofagasta.

O evento tem o apoio do Parlamento do Mercosul – Comissão de Infraestrutura.

OBSERVATÓRIO DE MARINGÁ
O Observatório Social de Maringá (OSM) foi classificado como um dos 100 melhores projetos, dentre 2.076 inscritos, do Movimento Bem Maior.

Está é uma premiação nacional criada por pessoas que pretendem colaborar para a mudança de realidades em todo o Brasil, tendo como idealizadores: Elie Horn, Eugenio Mattar, Luciano Huck e Rubens Menin.

A seleção final será feita por votação popular, sendo premiadas as 50 iniciativas mais votadas. Importante que os maringaenses votem no Observatório, reconhecendo a importância da iniciativa que nasceu em Maringá e se multiplicou em várias regiões do país. Um trabalho promove maior participação cidadã, combate a corrupção e melhora a qualidade da gestão pública no Brasil.

O Observatório Social de Maringá é uma entidade sem fins lucrativos, mantida por doações de pessoas físicas e jurídicas. O prêmio será muito importante para a manutenção da entidade e o seu fortalecimento

Para votar e ajudar é preciso acessar esse link:   https://movimentobemmaior.org/edital2019vote/

Após a confirmação do cadastro pelo e-mail, é preciso votar no OSM (projeto: OBSERVATÓRIO SOCIAL DE MARINGÁ - UMA EXPERIÊNCIA DE CONTROLE SOCIAL DA GESTÃO PÚBLICA).

É permitido apenas um voto por CPF, leva cerca de três minutos e contribuirá muito para os trabalhos da entidade.

CPI DA JMK
A ex-secretária estadual da Administração e Previdência Marcia Carla Pereira Ribeiro será ouvida pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da JMK da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (9). Ela ocupou o cargo entre novembro de 2016 e junho de 2017. Na sexta reunião da CPI também está programada a oitiva de Lucas Augusto Ribeiro Caetano, que foi diretor do Departamento de Gestão do Transporte Oficial (Deto) de fevereiro a abril de 2015.

Na quarta-feira (10), a CPI vai interrogar o ex-secretário da Administração, Fernando Ghignone, que esteve à frente da pasta entre junho de 2017 e dezembro de 2018. Ele havia sido intimado para prestar esclarecimentos também nesta terça (9), porém pediu a alteração da data devido a uma viagem previamente agendada.

A CPI foi instalada pela Assembleia Legislativa por proposição do deputado estadual Soldado Fruet (PROS), na sequência eleito presidente da comissão. O objetivo da CPI é investigar o contrato firmado entre o Governo do Paraná e a empresa responsável pela gestão da manutenção da frota de veículos de 52 órgãos estaduais.

 

MORRE PIONEIRA DE SINOP
A empresária Yeda Reis Carvalho faleceu ontem (8), na UTI de um hospital em Sinop. Ela tinha 82 anos e era esposa do empresário Ascanio Baptista de Carvalho, um dos principais pioneiros do município.

Ela acompanhou o marido na formação do município, na década de 70, deixou Maringá (PR) e residia em Sinop nos últimos 30 anos. Foi sócia diretora da extinta Rádio Celeste AM e atuou ativamente em inúmeras causas sociais no município. Foi presidente do Rotary em Sinop e, seu esposo, governador do clube no Estado.

Yeda era cunhada de João Pedro Carvalho que, juntamente com Enio Pipino, fundou Sinop tendo Ascanio Carvalho e Uli Grabert como os integrantes do ‘primeiro time’ que incansavelmente atuou para a fundação e desenvolvimento de Sinop. Yeda era sogra do ex-deputado federal Ricarte de Freitas Junior.

Yeda Carvalho e Ascanio completariam 66 anos de casados este mês. Ela teve três filhas, 7 netos e 7 bisnetos.

NOVAS AÇÕES E PERSPECTIVAS DO AGRONEGÓCIO NO CENÁRIO INTERNACIONAL
No dia 23 de julho, a Comissão de Direito Internacional OAB Maringá realizará o encontro “Novas Ações e Perspectivas do Agronegócio no Cenário Internacional”. Será a partir das 19 horas, no Auditório da OAB Maringá.

Recebi do advogado Alexandre Raposo, presidente da Comissão de Direito Internacional da OAB Maringá, a programação:

Palestrante: Deputado federal Luiz Nishimori. Tema: Novo Governo e Prioridades Diplomáticas e Comerciais Internacionais ao Agronegócio.

Palestrante: Drª Letícia de Souza Baddauy. Tema: Mediação e Arbitragem no Agronegócio Internacional.

Palestrante: Gerente Comercial da COCAMAR, Anderson Alves Bertolleti. Tema: Impasse USA X China e o impacto nos custos do agronegócio brasileiro.

O objetivo é mostrar e debater as mudanças que ocorrem no cenário do agronegócio globalizado, buscando maiores e melhores soluções na área.

As inscrições podem ser feitas aqui: bit.ly/32a8tWQ

Notícias da mesma editoria