Os primeiros vereadores - História das Eleições

Podcast

Os primeiros vereadores - História das Eleições

Podcast por Reginaldo Dias em 28/09/2020 - 12:16

O História das Eleições é apresentado pelo professor e historiador Reginaldo Dias.

Ouça o sexto episódio:

Olá, pessoal, hoje vamos falar dos primeiros vereadores e da primeira legislatura da Câmara Municipal de Maringá. Em 1952, a Câmara era composta por nove vereadores. Traduzindo o equilíbrio da campanha para prefeito, foram formadas três bancadas partidárias, cada qual composta por três representantes das principais candidaturas a prefeito. Isso quer dizer que três vereadores vieram da chapa de Inocente Vilanova, três da chapa de Valdemar Gomes da Cunha e três da chapa de Ângelo Planas. Pelo pioneirismo, é justo citar o nome de todos: Arlindo de Souza, Basílio Sautchuk, Cesar Haddad, Joaquim Pereira de Castro, Jorge Ferreira Duque Estrada, José Mário Hauare, Malachias de Abreu, Mário Luiz Pires Urbinatti e Napoleão Moreira da Silva. Se você conhecia ruas e praças com esses nomes e não identificava os personagens, agora sabe que eles foram os primeiros vereadores do nosso município.

O vereador mais bem votado foi Napoleão Moreira da Silva, que já havia sido vereador na Câmara de Mandaguari, representando o distrito de Maringá. Ele também presidiu a Câmara no biênio final da legislatura. O primeiro presidente foi vereador Arlindo de Souza.

Na análise dos perfis, constata-se que era uma bancada exclusivamente masculina, com faixa etária variando de 24 a 48 anos. Todos, evidentemente, eram migrantes que vieram, de outras cidades paranaenses ou de outros estados, participar da empolgante aventura pioneira do eldorado cafeeiro. Havia vereadores nascidos no Paraná e outros oriundos dos estados de São Paulo, da Bahia, de Minas Gerais, do Mato Grosso e do Rio de Janeiro. Na origem social, havia 1 médico, 1 advogado, alguns comerciantes e também proprietários rurais, uma característica da época.

Entre os vereadores da primeira legislatura havia um escritor, dotado de inegável talento literário, o advogado Jorge Ferreira Duque Estrada. Ele escreveu o primeiro livro sobre a nossa história, focalizando esses primórdios, intitulado Terra Crua. Ele narra, a partir do seu ponto de vista, a eleição de 1952 e o mandato dos primeiros vereadores e do primeiro prefeito. O livro pode ser encontrado nas bibliotecas públicas.

Para encerrar, destaco que, entre os suplentes que exerceram temporariamente o cargo de vereador, estava o comerciante Américo Dias Ferraz, que viria a ser eleito prefeito em 1956. Esse é o tema do nosso próximo encontro.