Ouvinte quer saber por que Maringá ainda não vacinou todos os profissionais da saúde
Foto: Divulgação/PMM

Você faz a pauta

Ouvinte quer saber por que Maringá ainda não vacinou todos os profissionais da saúde

Saúde por Letícia Tristão em 04/05/2021 - 15:00

O Plano Nacional de Imunização contra o coronavírus agora inclui também os estudantes da área. Com isso, o município precisa de 12,5 mil doses do Ministério da Saúde para concluir a vacinação desse público. 

As doses de vacinas contra o coronavírus que vieram para Maringá não foram suficientes para vacinar todo o grupo prioritário dos profissionais da saúde. A CBN já havia informado que faltavam pelo menos 9 mil doses. Isso porque o Ministério da Saúde levou em consideração a relação de profissionais vacinados contra o H1N1. Mas como a pandemia aumentou o número de profissionais, as doses não foram suficientes. A idade dos profissionais de saúde para a vacinação parou em 41 anos em Maringá.

A ouvinte da CBN, Lilian, fez o questionamento: por que Maringá não vacinou todos os profissionais da saúde, sendo que algumas cidades do Paraná, como Cascavel, já vacinam inclusive professores?

O diretor da 15ª Regional de Saúde, Ederlei Alkamim, explica que todas as regionais do Paraná estão com esse déficit e já solicitaram ao Ministério da Saúde mais doses para completar a vacinação dos profissionais da saúde. Somente em Maringá, são necessárias mais 12,5 mil doses, pois o Plano Nacional de Imunização inclui agora também os estudantes da área da Saúde. [ouça o áudio acima]

Atualizado às 17h15:

A Prefeitura de Maringá informou que a vacinação para trabalhadores da Saúde será retomada nesta quarta-feira (5). A imunização será para profissionais com 38 anos ou mais inscritos nos conselhos regionais. Segundo o município, a vacinação será para os profissionais que estiverem com nome em listas fornecidas pelos conselhos de Medicina, Odontologia (somente para odontólogos), Biomedicina, Farmácia, Psicologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Os trabalhadores devem procurar a Secretaria de Saúde, das 8h às 17h, com documento com foto e carteira de vacinação.