Paranaense que mora em Londres relata a experiência de se vacinar contra a Covid-19
Foto: Arquivo Pessoal

Pfizer

Paranaense que mora em Londres relata a experiência de se vacinar contra a Covid-19

Saúde por Letícia Tristão/GMC Online em 07/01/2021 - 08:10

Ao que tudo indica, a primeira paranaense a tomar a vacina contra a doença. Profissional da saúde, ela conta como estão sendo os dias de novo lockdown no país.

Natural de Terra Roxa, no oeste do estado, a paranaense Marynes Franzoni trabalha como assistente de enfermagem no Queen's Hospital, em Londres, onde mora há 13 anos. Nesse período de pandemia, ela atua justamente no setor de vacinação.

Marynes tomou a vacina Pfizer-BioNTech, contra a Covid-19, nessa quarta-feira (6). A que tudo indica, a primeira paranaense a se vacinar contra a doença. Ela relata que foi como se vacinar contra qualquer outra doença viral. [ouça no áudio acima]

Londres começou a vacinação em dezembro. O país voltou aos patamares do início da pandemia, com o aumento expressivo do número de casos e com a variante do vírus, segundo Marynes, a situação está difícil. [ouça no áudio acima]

Marynes explica que houve mudança no intervalo para a segunda dose, agora são 12 semanas. [ouça no áudio acima]

Ela espera que no Brasil, as pessoas não exitem em tomar a vacina. [ouça no áudio acima]

(atualização às 16h30): Além da assistente de enfermagem Marynes Franzoni que recebeu a vacina em Londres, um outro paranaense foi vacinado contra a Covid-19 na Inglaterra. Eduardo Romagnoli, natural de Apucarana, recebeu a vacina em Bournemouth, no sul do país. Ele trabalha no cuidado de idosos e por isso, também faz parte do grupo prioritário que está sendo imunizado.