PDT não vai coligar com MDB, que anuncia João Arruda candidato a governador
Acompanhe O Assunto é Política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

PDT não vai coligar com MDB, que anuncia João Arruda candidato a governador

O Assunto é Política por Diniz Neto em 01/08/2018 - 10:30

TEMPO Faltam 67 dias para o primeiro turno das eleições 2018. No próximo domingo, 5 de agosto, encerra o prazo para a realização das convenções partidárias. O registro das atas das convenções deve ser feito até o dia 15 de agosto. No dia 16 começa a campanha.

 

Por falar em tempo... O município de Lobato comemorou ontem os seus 62 anos.

 

PDT ANUNCIA QUE NÃO VAI COLIGAR COM O MDB

Como falamos ontem no ‘O Assunto é Política’, Osmar Dias deveria dar uma resposta ao presidente da MDB, Roberto Requião, sobre a possível coligação PDT/MDB.

A resposta de Osmar Dias foi negativa: “Tentei uma coligação com um programa de combate a corrupção e desenvolvimento do Paraná com o PDT. Não foi possível”.

A resposta do senador Roberto Requião foi imediata. Nas redes sociais, em especial no seu twitter, escreveu: “Não entendi como Osmar justificou a negativa, falando de PT. Osmar foi candidato ao governo pelo PT... Extranho (com “x” mesmo). Vacilo?

 

REQUIÃO ANUNCIA JOÃO ARRUDA COMO CANDIDATO A GOVERNADOR, PELO MDB

Na convenção do MDB o senador Roberto Requião já havia anunciado esta possibilidade, concretizada ontem, após o comunicado da decisão do PDT: o deputado federal João Arruda deverá ser candidato a governador pelo MDB.

João José de Arruda Júnior (Curitiba, 22 de maio de 1976) é um político brasileiro, sobrinho do senador Roberto Requião. Casado com uma filha do empresário Joel Malucelli, pai de quatro filhos. É formado em Ciência do Esporte pela Stetson University (EUA).

Foi reeleito para o seu segundo mandato de deputado federal, em 2014, com 176.370 votos.

 

DESTINO DE OSMAR DIAS E DO PDT

Resta saber agora o que Osmar Dias decidirá. Para todos tem dito que sua candidatura ao governo é irreversível. Ontem mesmo disse que acredita que estará no segundo turno.

Porém, isto é certo, ele tem convites para ser candidato ao Senado.

Nesta hipótese ele tem uma coligação certa com o Solidariedade e conversa com o PPS.

O PPS, por sua vez, tem convites de coligações também com o PP e o PSD.

No PSD há quem afirme que Osmar estará na chapa majoritária de Ratinho Junior, como candidato ao Senado.

Uma eventual candidatura ao Senado na chapa majoritária do PP depende da posição do presidente do PSDB, Beto Richa, o que ficaremos sabendo hoje, na convenção do partido, marcada para começar às 18 horas, na rua Mauá, 1.117, no Alto da Glória, Curitiba.

Para mim Osmar sempre negou a possibilidade de ser candidato ao Senado. Preciso fazer estas avaliações em razão de saber que há convites de outros partidos para esta candidatura, ou seja, ele tem opções e terá que tomar uma decisão.

A convenção do PDT será realizada no sábado, 4 de agosto, a partir das 13 horas, no Clube Dom Pedro II, situado na Rua Brigadeiro Franco, 3662, Rebouças, Curitiba.

 

CONVENÇÃO DO DEMOCRATAS ESTÁ COMEÇANDO AGORA, EM CURITIBA

O partido realizará a sua convenção nesta quarta-feira, 1º de agosto, às 9h30, na sede do partido em Curitiba, rua Napoleão Lopes, 75.

PSDB REALIZA SUA CONVENÇÃO A PARTIR DAS 18 HORAS DE HOJE

O partido realizará a sua convenção nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, a partir das 18 horas, na sede do partido, rua Mauá, 1.117, no Alto da Glória, Curitiba.

Há grande expectativa sobre a definição do PSDB ao Senado. Deverá confirmar a participação na chapa majoritária com o PP e PTB. Ou não?

Uma hipótese apenas: Para ter Osmar Dias na coligação, Beto Richa poderia ser candidato a deputado federal?

Teria uma chapa forte ao Senado e puxaria votos no chapão para deputado federal.

Mas isto é apenas um cenário. Apesar de estar sendo comentado em bastidores, não tem nenhuma declaração oficial que o ampare. Mas sempre é uma possibilidade em um quadro muito semelhante a um jogo de xadrez.

Nas convenções do PMN, no sábado, e do PSB, na segunda-feira à noite, foram confirmados apoio a Cida Borghetti (PP) para o governo, Beto Richa (PSDB) e Alex Canziani (PTB) para o Senado.

Detalhe: as direções estaduais ganharam o direito de fechar as coligações e as atas, com liberdade. Ou seja, isto pode ser confirmado ou modificado, a critério das executivas estaduais.

 

CONSELHO DA JUVENTUDE

Tomou posse ontem o Conselho da Juventude. Na primeira eleição, domínio feminino: Vivian Carla dos Santos Silva, presidente; Ana Nerry Miotto Cecilio, vice; Fernanda Pires, secretária executiva.

 

A ENTREVISTA DE MARINA SILVA, DA REDE, À CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima, nascida Maria Osmarina da Silva, no dia 8 de fevereiro de 1958, é uma historiadora, professora, psicopedagoga, ambientalista e política brasileira filiada à Rede Sustentabilidade.

Pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, foi a segunda entrevistada da Central das Eleições, da GloboNews, nesta terça-feira (31).

A entrevista foi feita por Míriam Leitão, Valdo Cruz, Merval Pereira, Andréia Sadi, Fernando Gabeira, Gerson Camarotti, Mario Sergio Conti, Cristiana Lôbo e Roberto D'Avila.

A série de entrevistas já teve Alvaro Dias (Podemos) e terá ainda nesta semana Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PSL) e Geraldo Alckmin (PSDB).

Disse que é a favor da reforma trabalhista, mas pretende mudar alguns pontos.

Sobre Lula, disse a prisão de uma pessoa com o seu currículo é triste, mas a lei tem que valer para todos.

Quando questionada sobre a necessidade de ser forte para enfrentar os inúmeros problemas do país, uma pergunta que trazia escondida a insinuação de que ela seria uma pessoa frágil, ela respondeu citando o exemplo de Ghandi e perguntando se a sua aparência mostrava algo forte.

Perguntada em seguida se estava se comparando a Ghandi, foi objetiva e direta. Disse que de forma alguma estava se comparando, mas que o seu exemplo deveria servir de reflexão permanente para todos.

Na corrida com o Podemos pelo Partido Verde, Marina parece que está frente. Convidou o médico Eduardo Jorge para ser vice e ele aceitou. Resta agora a confirmação do PV.

Eduardo Jorge foi candidato do PV a presidente da República.

 

CONVENÇÕES AGENDADAS

• PSDB, 1º de agosto, das 18 às 20 horas, na rua Mauá, 1.117, Alto da Glória, Curitiba.

• DEMOCRATAS, 1º de agosto, 9h30, na sede do partido, rua Napoleão Lopes 75

• PHS, 2 de agosto, Edifício 7th Avenue, na avenida Sete de Setembro, 2451, às 19 horas.

• PPS, 2 de agosto, a partir das 17 horas, no Lizon Hotel, em Curitiba.

• PTB, 3 de agosto, das 17 às 21 horas, no Victória Villa Hotel, em Curitiba.

• PDT, 4 de agosto, a partir das 13 horas, no Clube Dom Pedro II, situado na Rua Brigadeiro Franco, 3662, Rebouças, Curitiba.

• PSL, 4 de agosto.

• PODEMOS, convenção em 4 de agosto, no Paraná Clube (será nacional, para lançamento de Alvaro Dias).

• PATRIOTA, 4 de agosto, 8 horas, à alameda Julia da Costa, 340, Hotel Flat Petras Residence.

• PP, dia 4 de agosto, a partir das 10 horas, no Espaço Torres, à rua Pergentina Silva Soares, 159 – Jardim Botânico, Curitiba.