Polícia Civil prende suspeito de ser o ‘Maníaco do Loteamento’ em Maringá
Possível “Maníaco do Loteamento” foi preso pela Polícia Civil. Foto: Ilustrativa/PCPR

Investigação

Polícia Civil prende suspeito de ser o ‘Maníaco do Loteamento’ em Maringá

Segurança por Evandro Mandadori/GMC Online em 24/06/2022 - 16:23

A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de ser o “Maníaco do Loteamento” em Maringá. Policiais estavam com uma vítima de estupro no Loteamento do Jardim Monte Sinai buscando pistas, quando prenderam um homem, no local, que foi reconhecido pela vítima.

O homem tem passagem por homicídio e pode ter abusado de pelo menos mais três vítimas, que relataram, em boletins de ocorrência, semelhanças nos casos em que foram abusadas.

O primeiro registro é de abril de 2020, o segundo de novembro de 2021, o terceiro de janeiro desse ano é o último do dia 13 deste mês.

No momento da prisão, o suspeito reagiu contra um investigador, sendo necessário usar a força por parte dos policiais. Na delegacia, mais uma vítima reconheceu o homem, que agora passa a ser investigado a fundo.

O delegado da mulher, Rodolfo Vieira, que acompanha o caso, pede para que se caso houver outras vítimas, que procurem a polícia.

Caso mais recente

No caso registado no dia 13, um casal de namorados foi rendido por um homem armado e a mulher foi estuprada na frente do companheiro.

Em depoimento, o namorado da vítima relatou que, por volta das 20h, foi com a namorada até o local. Os dois estavam conversando próximo a uma plantação de milho quando um homem armado e encapuzado rendeu o casal.

O suspeito teria dito aos jovens que, para não matá-los, teria relações sexuais com a mulher. De acordo com o depoimento, o rapaz foi obrigado a deitar no chão enquanto a namorada era violentada pelo homem.

Segundo o jovem, após o estupro, o suspeito teria continuado a ameaçar o casal, que só foi liberado após a mulher passar mal por causa do nervosismo.

Acesse GMC Online 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550