Reajuste de salário de prefeito e secretário de Mandaguari causa polêmica
Acompanhe O Assunto é Política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Reajuste de salário de prefeito e secretário de Mandaguari causa polêmica

O Assunto é Política por Diniz Neto em 02/05/2018 - 09:58

Quer fazer contato com o jornalista Diniz Neto, encaminhar uma sugestão? Envie e-mail para oassuntoepolitica@cbnmaringa.com.br ou mande uma mensagem para o WhatsApp da CBN Maringá. O número é (44) 99877 9550

TEMPO Estamos a 158 dias do domingo 7 de outubro de 2018, primeiro turno das eleições deste ano.

PROFESSOR

Perguntei na coluna impressa e nas redes sociais qual é a profissão mais importante.

Muita gente respondeu. E podem continuar opinando.

Qual a profissão foi considerada a mais importante?

Professor ganhou disparado.

Mas tivemos menções para agricultor (várias pessoas escreveram e algumas justificaram).

Bombeiro, parteira, médico, músico, jornalista, lixeiro.

Muitos escreveram o seguinte: “Todas as profissões têm o seu devido valor”. Ou ainda: “São tantas profissões importantes. Difícil escolher uma só. Em geral, todos que lidam diretamente com a vida das pessoas e ajudam a traçar um futuro melhor. É claro que com caráter e profissionalismo, pois nessa gama aí tem de tudo”.

Lembrei também das mudanças acentuadas nas profissões, fruto de novas tecnologias e novas relações de trabalho. Mudanças que vão se acentuar nos próximos anos.

As novas tecnologias vão mudando atividades empresariais e profissões e isto vai se intensificar nos próximos anos. Nos últimos anos desapareceram do mercado datilógrafos, telefonistas, leiteiros, operadores de telégrafo, tipógrafos e tantos outros.

Foram líderes hoje estão fora ou sem mercado Kodak, Xerox, Blockbuster, Atari, Blackberry.

Com a inteligência artificial muitas profissões vão acabar, pelo menos para os humanos.
Muitos e acentuadas mudanças ocorrerão nos próximos 5 a 10 anos. E a má ou boa notícia: estas transformações não vão parar.

 

PRESIDENTE DA FAEP, COM EQUIPES DO SENAR E SEBRAE, SE ENCONTRAM COM A GOVERNADORA

Está acontecendo agora uma reunião do presidente da Federação da Agricultura do Paraná (FAEP), Ágide Meneguette, com a governadora Cida Borghetti.

Participam da reunião diretores do Sebrae e o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR-PR, Carlos Augusto.

Na pauta projetos de apoio às atividades rurais e qualificação do trabalho no campo.

A FAEP apoiou a nomeação do novo secretário da Agricultura, George Hiraiwa.
O presidente da FAEP, Ágide Meneguette defende inovações para o desenvolvimento do agronegócio, com agregação de valor visando maior competitividade dos produtos e a melhoria da vida dos produtores rurais.

 

REAJUSTE DE SALÁRIOS DO PREFEITO E SECRETÁRIOS, EM MANDAGUARI

Esta é a polêmica da vez, na região.
O prefeito determinou um reajuste de aproximadamente 20% no seu salário, do vice e dos secretários.

A decisão foi tomada pelo Executivo, sem consulta à Câmara.

Os vereadores são contra.

Ao que tudo indica, a reposição da inflação é legal. Desde 2016 os salários estavam congelados.

A Prefeitura emitiu uma nota, explicando as razões e a legalidade do reajuste. Mas não é preciso dizer que muita gente não gostou e criticou. As redes sociais promoveram um amplo debate sobre a questão.

O vice-prefeito Ari Stroher, que já foi prefeito, não foi consultado pelo prefeito sobre o reajuste. Ele emitiu uma nota:

“Após tomar conhecimento da reposição salarial da inflação dos últimos três anos, aos Agentes Políticos de Mandaguari (Prefeito, Vice e Secretários), bem como da repercussão na opinião pública em geral, venho esclarecer o seguinte:

1. Decidi doar integralmente essa reposição salarial de Vice-Prefeito, que me cabe, para Entidades que possuam projetos Sociais, que atendam a população carente, especialmente as que trabalhem com projetos voltados às crianças e jovens que contribuam na prevenção de uso de drogas, bem como com idosos e demais pessoas que vivam em situação de vulnerabilidade.

2. Esta é uma decisão de foro íntimo, de livre arbítrio, e também atende ao pedido da Família, de Amigos, de Populares e de alguns Vereadores”.

A propósito, no próximo domingo, 6 de maio, Mandaguari comemora 81 anos.

 

COMISSÃO DE FINANÇAS E ORÇAMENTO DA CÂMARA DE MARINGÁ

Passados os primeiros quatro meses do ano, as atenções se voltam à Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Maringá.

Ela é presidida pelo vereador Sidnei Telles, com Onivaldo Barris de vice e Chico Caiana como membro.

A comissão é responsável pela fiscalização das finanças e do orçamento do município.

Caberá a ela, inclusive, convocar a equipe de Fazenda do Poder Executivo para a prestação de contas do primeiro quadrimestre, agora, no mês de maio (normalmente as audiências públicas de prestação de contas dos primeiros quatro meses acontecem na última semana de maio).

As principais curiosidades se relacionam aos gastos com salários, horas extras, investimentos. Também como foi a arrecadação e como estão as despesas.

Vamos acompanhar.

 

SECRETARIO DO TRABALHO

O presidente da União Geral dos Trabalhadores do Estado do Paraná (UGT-Paraná), Paulo Rossi, tomou posse ontem na Secretaria do Trabalho e Relações com a Comunidade do Estado do Paraná, em Curitiba.

O secretário tem 47 anos, é nascido em Paranaguá e lembra que nunca o Paraná teve um secretário oriundo do mundo do trabalho.

Uma das principais características da área do trabalho, dentro da administração estadual, é a atuação próxima aos municípios. Hoje, das 399 cidades paranaenses, 216 possuem uma agência do trabalhador. Destas, a maioria é gerenciada pelo Governo do Estado, que também mantém 19 escritórios regionais.

A área do trabalho é responsável por analisar e organizar políticas públicas definidas pelo Estado e também é o setor que apoia os Conselhos Estaduais e o desenvolvimento dos Conselhos Municipais do Trabalho. Também faz a gestão da integração de trabalhadores, empregadores e governo no fórum tripartite que define questões como o piso regional. Outras atribuições da pasta é a intermediação de mão de obra, seguro-desemprego, apoio ao empreendedorismo e qualificação profissional.

Em 2017 o Paraná ficou em primeiro lugar no ranking que avalia o Programa de Intermediação de Mão de Obra, segundo o Ministério do Trabalho. No Brasil, 508.189 pessoas conseguiram um emprego pelas Agências do Trabalhador. Destes, 107.978 foram nas agências do Paraná, o que representa mais de 21% do total.

Em segundo lugar vem São Paulo, com 74.178, representando 14% do valor nacional. Em 2017, em relação a 2016, houve também um aumento no número de colocados no estado. Em 2016 foram 78 mil colocados nas agências do estado. Em 2017, quase 108 mil.

 

REUNIÃO COM A EQUIPE DA SEGURANÇA DO ESTADO

Ontem à noite, em reunião começou às 19 horas, a governadora esteve reunida com os comandantes da área de segurança para uma reunião. Em pauta o balanço das últimas atividades e o alinhamento de novas ações no setor.

Participaram o secretário da Segurança Pública, Júlio Reis; o secretário da Administração Penitenciária, coronel Élio; a comandante-geral da PM, coronel Audilene; o comandante do Corpo de Bombeiro, coronel Fábio e o chefe da Casa Militar, coronel Tortato. Também o secretário chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico; o secretário da Comunicação Social, Alexandre Teixeira e a chefe de gabinete da governadora, Lucília Dias.