Reitor da UEM explica que provas em processo não sustentam punição mais severa
Luciana Peña/CBN Maringá

Assédio

Reitor da UEM explica que provas em processo não sustentam punição mais severa

Educação por Luciana Peña em 28/03/2018 - 10:39

Interpretação foi feita pela Procuradoria Jurídica da UEM. Processo é sigiloso.

Ouça também: Estudantes da UEM querem punição mais severa para professores acusados de assédio.