Renovação se confirma na Assembleia e Congresso Nacional
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Renovação se confirma na Assembleia e Congresso Nacional

O Assunto é Política por Diniz Neto em 08/10/2018 - 10:03

No Paraná não teremos segundo turno. A eleição foi decidida no primeiro turno, com a eleição de Carlos Massa Junior, o Ratinho Junior, do PSD, com 3.210.712, equivalentes a 59,9% dos votos válidos.

 Mas para presidente teremos segundo turno. No dia 28 de outubro vamos votar em Jair Bolsonaro, 17 – PSL, ou em Fernando Haddad, 13 – PT. 

Bolsonaro teve 3.496.448 votos no Paraná, 56,89%. Haddad recebeu 1.210.974, 19,70%.

No Brasil, Bolsonaro recebeu 46,03% dos votos válidos, e Haddad 29,28%

 Maringá elegeu quatro deputados estaduais: Foi reeleito o deputado estadual Dr. Batista (PMN), cm 31.315 votos. O Soldado Adriano José (PV), com 33.757 votos, e os vereadores Homero Marchese (Pros), com 42.154 votos, e Do Carmo (PSL), com 17.695 votos.

 Vereadores que foram candidatos: Flavio Mantovani (PPS), Belino Bravin (PP), Odair Fogueteiro (PHS) e Mario Verri (PT).

 Os deputados estaduais pelo PSDB Evandro Junior e Wilson Quinteiro não foram reeleitos.

 Maringá continuará contando com quatro deputados federais. O mais votado foi o Sargento Fahur (PSD), com 314.960 votos. Ricardo Barros (Progressistas) com 80.025 votos. Luiz Nishimori (PR), 73.344 votos. Enio Verri (PT), 62.168 votos.

 O deputado federal Edmar Arruda (PSD), não foi reeleito.

 Com estes números, a renovação da Assembleia Legislativa chegou a 39% e a renovação da bancada federal a 50%.

 São número que remetem à expectativa inicial da eleição, que era de renovação. No entanto, contrariam as campanhas, os recursos e as estruturas que os ocupantes de cargos possuíam.

 A renovação no Senado é impressionante e é maior da história: Apenas 8 das 54 vagas em disputa serão ocupadas por candidatos reeleitos.

 Na Câmara, a renovação vai ficar acima de 50% das cadeiras. O número deve ser maior que o das últimas eleições, quando a taxa ficou em 47%.

A última vez em que a Câmara teve uma renovação tão grande foi em 1994, quando 54,2% dos deputados eleitos eram novos. 

Nomes tradicionais da política não garantiram a reeleição.

Um deles, o senador Roberto Requião (MDB). Ele tem 77 anos, foi deputado estadual, prefeito de Curitiba, governador três vezes e senador duas vezes.