Sarandi reduz produção de água em 40% por causa da falta de chuvas

Estiagem

Sarandi reduz produção de água em 40% por causa da falta de chuvas

Em 18/10/2019 - 18:05

Na região, a estiagem fez o município de Mariluz decretar estado de calamidade pública. A orientação é para o uso racional do produto, mesmo diante das altas temperaturas.

Player Ouça

A falta de chuva intensa e por longa duração tem preocupado os gestores municipais, principalmente de cidades menores. Nesta semana, o prefeito Nilson Cardoso, de Mariluz, assinou um decreto de calamidade pública devido a estiagem. O desabastecimento ocorre há 15 dias.

A situação também preocupa a Autarquia de Águas de Sarandi, que teve redução de 40% na produção de água. Neste mês, seis bairros ficaram desabastecidos. É que o consumo aumentou muito por causa das altas temperaturas. O superintende Michel Caldato relata a situação atual dos poços artesianos. Uma reunião aconteceu nesta sexta-feira (18) para discutir ações durante a estiagem. 

O abastecimento de água em Sarandi acontece por meio de 51 poços artesianos. A produção diária é de 18 milhões de litros. Na semana passada, alguns bairros foram abastecidos por caminhões-pipa.

De acordo com o superintende da Autarquia de Águas, a quantidade atual produzida é insuficiente para atender o aumento de consumo do produto.

Para que não falte água em Sarandi, a Autarquia orienta o uso de água apenas para alimentação, higiene pessoal e limpeza da casa, sem desperdícios. É que se não houver economia de água, o município poderá adotar sistema de rodízio para evitar o desabastecimento total da população.

Notícias da mesma editoria