Servidor público vende tudo o que tem para investir numa plataforma digital
Foto: Reprodução/Freelans/Instagram

Tecnologia

Servidor público vende tudo o que tem para investir numa plataforma digital

Tecnologia por Luciana Peña em 16/02/2021 - 09:04

A tecnologia venceu o edital de inovação da Prefeitura de Maringá. É uma plataforma que reúne microempreendedores individuais e profissionais liberais e autônomos de diversas áreas. Pela plataforma é possível fazer cotação de preços e avaliar a qualidade do serviço e a idoneidade do profissional.

No ano passado, a Sala do Empreendedor de Maringá buscava uma solução para um problema: como divulgar os MEIs, microempreendedores individuais. São 25 mil na cidade.

O edital de Inovação recebeu uma proposta: a plataforma digital Freelans, que foi aprovada e já lançada na forma também de aplicativo para celular.

A ideia é de um servidor público que não trabalha na área de Tecnologia da Informação. Já até teve site, mas não é desenvolvedor profissional.

Um dia, de mudança de cidade, percebeu que precisava de serviços de eletricista, pintor, entre outros, e não sabia onde procurar.

Foi aí que Gabriel Henrique decidiu vender tudo o que tinha para investir na plataforma digital. Contratou uma empresa da área de TI para criar a tecnologia, que ele acredita vai revolucionar a forma como profissionais e clientes se comunicam.

Já são cerca de 2 mil usuários na plataforma. [ouça no áudio acima]

Pela plataforma é possível avaliar o profissional e fazer cotação de preços de forma rápida. [ouça no áudio acima]

A agilidade é uma das diferenças entre o Freelans e o Paraná Serviços, aplicativo do Governo do Paraná que reúne prestadores de serviços. Em quatro cliques o cliente já está conversando com o profissional. A plataforma é intuitiva: a busca pode ser feita pela área de atuação do profissional ou por palavras relacionadas. E essas pesquisas ficam contabilizadas. É possível saber qual a maior demanda. O que pode orientar a capacitação de profissionais.