Sesa confirma primeiro caso da variante Ômicron em Maringá
Imagem Ilustrativa/Pixabay/Domínio Público

Coronavírus

Sesa confirma primeiro caso da variante Ômicron em Maringá

Saúde por Lethícia Conegero/GMC Online em 19/01/2022 - 20:21

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou nesta quarta-feira (19), o primeiro caso da variante Ômicron da Covid-19 em Maringá.

As informações sobre o paciente e seu estado de saúde não haviam sido divulgadas até o fechamento desta reportagem. A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação (Siacom), disse ao GMC Online que ainda não tem informações.

No dia 4 deste mês, o secretário de Saúde de Maringá, Marcelo Puzzi, disse à CBN Maringá que já haviam casos confirmados de Ômicron na cidade. Mais tarde, o secretário corrigiu a informação e disse que ainda não haviam casos confirmados da variante no município e que os exames estariam em análise.

Ômicron no Paraná

O primeiro caso da variante Ômicron no Paraná foi confirmado no último dia 12. Trata-se de um paciente de 24 anos residente em Curitiba, com caso confirmado para a covid-19 em dezembro. Depois disso, no último sábado, 15, a Fiocruz Paraná enviou um relatório com mais 91 casos da cepa, além da confirmação da predominância da Ômicron no Estado.

Nesta quarta-feira (19), o Paraná confirmou mais oito casos da variante Ômicron. Segundo a Sesa, os pacientes são: seis mulheres e dois homens com idades que variam de 22 a 63 anos, residentes em Curitiba (3), Pinhais (1), São José dos Pinhais (1), Castro (1), Maringá (1) e Londrina (1). Agora, o Estado soma 100 casos e nenhum óbito registrado.

Os resultados foram apresentados em um novo sequenciamento genômico do relatório de circulação das linhagens do vírus Sars-Cov-2, responsável pela Covid-19, realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro.

“Cada relatório tem confirmado o que já vínhamos falando desde dezembro sobre a presença e a alta transmissão da Ômicron. Nesse momento precisamos retomar os cuidados não farmacológicos e, acima de tudo, a vacinação contra a Covid-19 para que estes casos não se transformem em perdas humanas”, alertou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, em entrevista à Agência Estadual de Notícias.

Acesse GMC Online

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550