Vereadores adiam decisão sobre aumento dos seus salários
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Vereadores adiam decisão sobre aumento dos seus salários

Por Diniz Neto em 28/06/2019 - 09:45
Player Ouça o boletim

VEREADORES AUMENTAM SALÁRIOS EM 325%
A Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro do Paraná, aprovou, em primeira votação, o reajuste de salários dos parlamentares na noite de segunda-feira (24). Cinco vereadores foram favoráveis ao projeto que aumenta os seus salários de R$ 998 para R$ 4.251. Quatro vereadores votaram contra.

A favor do reajuste dos salários: 
Odemir Jacob (PHS) – presidente da Câmara
Luiz Flávio Reinutti Maiorky (PSDB) – vice-presidente
Genivaldo Marques (PSDB) – 1° Secretário
Rudinei Benedito Esteves (MDB) – 2° Secretário
José Jaime Paula Silva (PSDB)

Contra o reajuste:
Mirian Rodrigues Bonomo Montanheiro (Podemos)
Luciano de Almeida Moraes (PTB)
Jefferson Vernier (PHS)
Edson Muniz Gonçalves (PHS)

A votação precisou do voto de desempate do presidente da Câmara, Odemir Jacob.

Impressionante são as imagens da sessão. Auditório completamente lotado, com a grande maioria de pessoas contra o aumento. Mesmo assim os vereadores aprovaram o aumento.

Os vereadores favoráveis ao aumento de salário saíram escoltados pela Polícia Militar.

Outro projeto criticado por parte da população, que prevê o aumento de vagas na Câmara de nove para 13, seria discutido nesta segunda, mas foi retirado de pauta. Mas a ideia é voltar a apresenta-lo.

 SEGUNDA VOTAÇÃO FOI ADIADA, EM SANTO ANTONIO DA PLATINA
A segunda votação ocorreria em sessão extraordinária nesta quinta-feira, dia 27 de junho, às 13h30. Mas o presidente cancelou a sessão. A decisão ficará para a sessão ordinária da próxima segunda -feira.

O presidente Odemir Jacob, disse que decidiu cancelar a sessão extraordinário pois “é pública e notória a repercussão do Projeto de Lei nº 008/2019, que fixa o subsídio dos Vereadores para a Legislatura de 2021 a 2024”.

Ele também considerou que a população está se organizando, inclusive pelas redes sociais, para apresentar Projeto de Iniciativa Popular para emendar a o projeto que fixa os subsídios dos vereadores, prefeito e vice para o próximo mandato 2021 a 2014.

O presidente disse que a Câmara preza a democracia, respeita o cidadão e sempre atua com lisura e transparência na condução dos seus trabalhos.

PONTA GROSSA REDUZIU NÚMERO DE VEREADORES DE 23 PARA 19
Os vereadores de Ponta Grossa reduziram o número de cadeiras de 23 para 19.
A alteração da Lei Orgânica foi completada.

 REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE MARINGÁ
Ontem no começo da noite foi realizada a segunda reunião para a revisão do Plano Diretor. Foi realizada a eleição do Grupo de Acompanhamento (GA), que ficará responsável pela validação da proposta metodológica, avaliação contínua e leitura comunitária das atividades desenvolvidas nas audiências.

O GA terá 56 membros e será composto por 21 representantes de conselhos municipais, 13 membros de movimentos populares, 5 de entidades sindicais de trabalhadores, 5 de sindicatos de empresários, 4 de entidades acadêmicas e de pesquisa, 2 membros de Ong′s, 1 representante da Câmara Municipal e 5 das APGTs - Audiências de Planejamento e Gestão Territorial, que são realizadas pela Prefeitura de Maringá para ouvir a população de cinco regiões do município a respeito das prioridades de investimento nos bairros a serem incluídas no orçamento para 2020.

Notícias da mesma editoria