Vereadores que trocaram de partido podem perder o mandato?
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Vereadores que trocaram de partido podem perder o mandato?

O Assunto é Política por Diniz Neto em 10/04/2018 - 10:02

 

Quer fazer contato com o jornalista Diniz Neto, encaminhar uma sugestão? Envie e-mail para oassuntoepolitica@cbnmaringa.com.br ou mande uma mensagem para o WhatsApp da CBN Maringá. O número é (44) 99877 9550

TEMPO. Faltam 181 dias para 7 de outubro. Cinco meses e 26 dias.

Está fechado o período de filiações partidárias para candidatos às eleições deste ano 

HOMERO MARCHESE NO PROS.
Homero foi para o PROS, partido que ele passa a presidir em Maringá. Do Carmo foi para o PSL, partido que está presidindo. Os dois são pré-candidatos a deputado estadual.

Muitos me perguntam? Como não havia janela para troca de partidos para vereadores eles podem perder o mandato?

Os dois casos têm particularidades. Do Carmo foi excluído do PR pelo partido. Assim, sem partido, por decisão do PR, ficou livre para se filiar ao PSL, ao que tudo indica, sem risco de perda do mandato.

Homero Marchese aguarda uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral, onde ingressou com uma “ação declaratória de justa causa para desfiliação partidária”.

A liminar foi negada, mas o processo continuou, para julgamento do mérito. Ainda não há sentença. O que se sabe, nos autos, é que o Ministério Público foi favorável ao pedido e a direção estadual do PV também considera justo o seu pedido.

É preciso aguardar também o que o suplente fará. Neste momento o partido não tem executiva em Maringá. Se feito o pedido da vaga, pela mudança, caberá recurso do vereador e o assunto será decidido na Justiça Eleitoral.

PESQUISA IBOPE/CBN Cascavel.

Foi divulgada ontem a 1ª pesquisa Ibope/CBN Cascavel foi realizada entre os dias 03 e 05 de abril de 2018. Foram entrevistados 1.008 votantes. A margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do estado do Paraná sob o protocolo Nº PR-06410/2018.

Na pesquisa estimulada, Ratinho Junior ficou com 34% e Osmar Dias com 28%.

Os líderes empatam com brancos/nulos e não sabem.

Na pesquisa espontânea, um número chama a atenção: 64% dos entrevistados declararam que não sabem ou não responderam à pergunta. 19% disse que votará branco/nulo.

A pesquisa levantou o nível de conhecimento dos candidatos pelos pesquisados.

57% declararam que conhecem Ratinho Júnior. 53% conhecem Osmar Dias. 39% afirmaram que não conhecem Cida Borghetti e 63% não conhecem o Dr. Rosinha.
Importante: A pesquisa mostra um momento. É como uma fotografia. Esta foi feita entre 3 e 5 de abril.
No dia 6 houve a troca de governo e o quadro do Paraná sofreu uma mudança importante.

Da mesma forma, não havia terminado o período de filiações.

Escrevi hoje, na coluna no O Diário, que conjuntura política do Paraná mudou, as tendências também. As novas circunstâncias mudam o quadro. É preciso esperar para conferir.

Mas esta pesquisa é importante justamente por isto: ela será um ponto de partida para futuras avaliações.

Ratinho e Osmar estão na frente e Cida Borghetti declarou que, por ser menos conhecida, tem espaço para crescer entre os eleitores do Paraná.

Vamos aguardar as próximas pesquisas.

FILIAÇÕES NO PARANÁ.

Os deputados estaduais Rasca Rodrigues e Fernando Scanavaca, e o federal, Diego Garcia se filiaram ao Podemos do Paraná.

O ex-prefeito de Londrina, Alexandre Kireef, ingressou no partido. Ele chegou a iniciar uma pré-campanha ao Senado.

O empresário Valter Orsi, o jogador Germano, capitão do Londrina, Neivo Beraldim, Ricardo Guerra, Carlos Scarpelini, Nelson Tureck (de Campo Mourão), Ricardo Maia (de Maringá) e Marcelo Almeida (de Curitiba).

Importante: filiações feitas sem anúncio só serão conhecidas depois. Os partidos têm até o dia 13 de abril para a transmissão dos dados sobre as filiações ao Tribunal Regional Eleitoral.

BOLSONARO. o vereador Do Carmo, que era do PR, foi para o PSL, partido que agora ele preside em Maringá. Será candidato a deputado estadual, apoiando Bolsonaro.

MUNICÍPIOS

SARANDI. O ex-prefeito Carlos De Paula deverá ser candidato a deputado estadual pelo PP. Wlademir Garbúggio, federal, e Zinho, estadual, ambos pelo PV.

PR. O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), José Aparecido Javovós, confirmou a sua filiação ao Partido do República (PR) e a pré-candidatura a deputado estadual.

MARIALVA. O deputado estadual Evandro Araújo (PSC) será candidato à reeleição. Aguinaldo do Posto deverá ser candidato a deputado estadual, pela Rede.

MANDAGUARI. O prazo para pagamento a vista dos IPTU com desconto de 8% termina nesta terça-feira, dia 10 de abril.

Notícias da mesma editoria