Maringá FC repete números de 2014 em novo vice-campeonato Paranaense
Foto: Fernando Teramatsu/MFC

Cabeça erguida

Maringá FC repete números de 2014 em novo vice-campeonato Paranaense

Esporte por Victor Ramalho em 03/04/2022 - 21:16

Assim como na primeira vez que esteve na final, time maringaense terminou a campanha de 2022 com 52,9% de aproveitamento. Apesar da derrota na final para o Coritiba, técnico Jorge Castilho enalteceu objetivos cumpridos na temporada.

 A taça inédita escorreu pelos dedos mais uma vez. O Maringá FC foi até Curitiba ciente da difícil missão que tinha, caso quisesse conquistar o Campeonato Paranaense de 2022. Jogando no Estádio Couto Pereira, o time maringaense precisava vencer o Coritiba por dois gols de diferença. Em caso de vitória pela margem mínima, o campeão seria decidido nas penalidades.

O público foi bom. 28.919 torcedores compareceram ao Alto da Glória na tarde deste domingo (3) para ver a grande decisão. Jogando diante de sua torcida, o Coxa tomou a iniciativa e criou as primeiras chances de perigo. Mas o Maringá era valente, conseguiu resistir a pressão inicial, e contou com um vacilo da zaga alviverde para abrir o placar, com Matheus Bianqui, aos 15 minutos do primeiro tempo.

No restante da etapa inicial, mais pressão coxa-branca. Dheimison salvou o MFC em duas oportunidades. Finalizado o primeiro tempo, o time de Maringá tinha a vantagem, estava levando a decisão para os penais e só precisava segurar o ímpeto dos donos da casa na etapa complementar, mas não deu.

O Coritiba voltou para o segundo tempo avassalador. Foram 3 gols em 7 minutos. Alef Manga e Igor Paixão (2x) pulverizaram a vantagem maringaense antes dos primeiros 10 minutos. O time da Cidade Canção sentiu o baque. O jogo ficou morno e até deu tempo dos visitantes diminuírem, com Gui Sales, mas Léo Gamalho, em um golaço, deu números finais à partida: Coritiba 4x2 Maringá.

Em sua segunda final de Campeonato Paranaense na história, o Maringá FC teve uma campanha praticamente idêntica ao time que chegou na decisão pela primeira vez, em 2014. Ambos fecharam o estadual com um aproveitamento de 52,9% dos pontos. Assim como há 6 anos, a equipe de 2022 teve 8 vitórias, 3 empates e 6 derrotas em 17 partidas. Até o saldo de gols nas duas campanhas foi igual, de +5 gols.

A única diferença fica por conta dos ataques e defesas. Em 2014, foram 28 gols marcados e 23 sofridos. Neste ano, 22 tentos favoráveis e 17 contrários.

Na coletiva após o fim da partida, o técnico Jorge Castilho fez uma análise do MFC na temporada. Ele lamenta a derrota na final, mas ressalta os objetivos conquistados pelo clube em 2022. [ouça no áudio]

Agora, o Maringá FC só deve entrar em campo novamente em 2023, também pelo Campeonato Paranaense. No próximo ano, no entanto, pelo bom desempenho em 2022, também disputará a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série D.

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550